Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

A Minha Rua

Sinto o frio na minha rua, sem emoções sem amor e alguma tristeza.Este é um pouco o cenário de um dia na minha rua, outrora foi feliz e liberta de solidão, onde se contava as estrelas da noite, que eram mais brilhantes do que hoje.
Hoje no palmilhar da rua sinto a falta, da amizade da fraternidade e até de amor pelo proximo.Todos tem muito e onde escolher! mas a solidão está ali marcada não na conta do banco, nem nos fatos da moda! falta a bondade para alguns, que outros pensando ser empecilhos os arrumam para o canto, como que fosse um simples trapo velho sem serventia.Vejo olhos secos sem lágrimas de muitos que choraram de desespero e tristeza, hoje já não choram? nem de alegria, nem tão pouco da solidão...passou ao lado, tanto foi o cansaço da espera.Na minha rua vi a falta de amor e alguma educação para um ser, que ali passava outros troçavam dele, assim vai a minha... e a tua rua! de hoje em dia.

Lisa

 

14 comentários

Comentar post