Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

As Palavras



São como um cristal as palavras,algumas,um punhal,um incêndio.Outras orvalho apenas.Secretas vêm,cheias de memória.Inseguras navegam: barcos ou beijos,as águas estremecem.
Desamparadas,inocentes, leves. Tecidas são de luz e saõ a noite. E mesmo pálidas verdes paraísos lembram ainda

Eugénio de Andrade

16 comentários

Comentar post

Pág. 1/2