Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

ÓRfÃO

Estava uma noite linda.

As estrelas brilhavam ofuscamente

Naquele mês de Dezembro.

O débil luar que me foi encontar

Naquele bêco escondido.

Projectava a minha sombra

Nas paredes húmidas e ferrugentas

naquele bairro de lata

Por muitos esquecido!

As estrelas não brilhavam para todos:

Assim pensei,

Quando ouvi algém soluçar

Junto da chama mortiça

Duma pequena fogueira

que teimava em acabar!

Em curtos passos me aproximei.

Baixei-me

E esboacei um sorriso

Para aquele pequenino de olhos grandes

Que não deixou de me fitar em silêncio

Enquanto eu afagava e penteava com os dedos

Os seus negros cabelos!

(este poema é lindo não sei o autor)

2 comentários

Comentar post