Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

28
Fev07

Frase Noite

maripossa

Noite sem Estrelas é como a vida sem afectos,se vires uma estrela e se ela for cadente pede um desejo,mesmo que esse seja sem importância,será sempre um desejo...só nosso

Lisa

 

 

28
Fev07

Imigrante

maripossa

Montes e vales, se movem sem esperança, com solidão vergados pela velhice pisam os caminhos da calçada levemente, pois a idade é muita e não dá para andar depressa, seus olhares se perdem na distância em volta dos montes se espera?.Sempre a espera, pois por esses montes e vales muitos pés pisaram os mesmos mas eram jovens, para fugir á fome e guerra, e miséria para encontrar um mundo melhor!.

Mas os que ficam, suas terras estão mortas de dor sem ser trabalhadas, pois falta o braço forte aquele de outrora que alguns tinha e que outros se foram, o gado já é pouco, pois a força falta e ficam parados á porta outros, em roda do lume, sempre esperando, olhando a chama seus olhares se perdem pelo cansaço, como se a chama fossem lembranças, naquela que eram jovens em seus olhares estavam presentes, seus braços fortes que podiam amanhar a terra, cortar a lenha, levar o gado pelo monte..e agora suas pernas tremem os braços fracos os olhos já pouco enxergam e se passam meses, anos mas sempre um dia mesmo distante e depois de tanto esperar,chegará alguém os que partiram trarão crianças, para alegrar nem que seja por um mês, virão dar vida ao lugar que outrora partiram por entre montes e vales na esperança de uma vida melhor, aquela que não puderam ter na sua pátria.E seus velhos ficam a pensar como seria bom que todos ficassem mas terão de voltar a partir e ficarão novamente sós com a solidão?..Até chegar o dia do juízo final, depois só ficam as pedras da calçada contrafeita, as casas de pedra e colmo, mas que foram de alegria nos tempos passados, embora com pobreza mas seus filhos estavam lá....E hoje?  ....

 

 

 

23
Fev07

Memórias de Zeca Afonso

maripossa

José Manuel Cerqueira Afonso dos Santos(ZECA AFONSO) nasceu em Aveiro, a 2 de Agosto de 1929, filho de um magistrado e duma professora primária.A infância reparte-se entre Aveiro Angola, Moçambique Belmonte e Coimbra devido as deslocações do pai

Em Coimbra, estudante do Liceu D. João lll, conhece o guitarrista António Portugal e começa a interessar-se pela música. Em fins da década de 40, já aluno de Ciências Histórico-Filosóficas da Faculdade de Letras de Coimbra, destaca-se à semelhança do irmão como cantor de Fados.

Faz o Serviço Militar em Mafra (entre 1953 e 1955) regressa África em 1964 da qual foi fundamental para a formação política, volta Portugal em 1967 e edita pela primeira vez um (lonplaying) com baladas .

Expulso do ensino por razões políticas, dedica-se mais á música e inicia as primeiras gravações com (cantares de andarilho) em 1968 no ano a seguir grava «Contos velhos Rumos Novos» e em 1970 publica«Tráz um Amigo Também»

Zeca Afonso, faz frente ao regime com suas canções de intervenção, e grava com Sérgio Godinho, Adriano Correia De Oliveira, Fausto  Luís Cília, e José Mário Branco entre outros.

Em 1982 em visita Moçambique. É-lhe diagnosticada uma doença incurável (esclerose lateral amiotrófico) pela qual vem a Falecer em 23 de Fevereiro de 1987 com 57 anos de idade.

Como eu lembro a balada (àguas das fontes calai ó Ribeira chorai que eu não volto a cantar) e a canção  do Menino do bairro Negro!  Negro Bairro Negro, Bairro negro.Onde não há pão não há sossego

Amigo

Maior que o pensamento

Por essa estrada amigo vem

Não percas tempo que o vento

È meu amigo também.......Lindo.....

 

 

Grândola vila morena, terra da fraternidade

O povo quem mais ordena dentro de ti ó Cidade.......Liberdade sempre

Esta canção seria a chave para Abril e democracia

 

Para ti Zeca Afonso que me habituei a ouvir as tuas canções, e que sempre que as ouço o meu corpo tem arrepios, de liberdade e fraternidade, e como todos os Portugueses que amam este cantinho só nosso sejamos capaz de lutar com todas as forças, para esta liberdade passar de pais para filhos e avôs para netos, pois as tuas lutas estão no coração dos que gostam deste país tem orgulho nos seus Cantores, Poetas e todos os seus filhos que sofreram as agruras da prisão, e da ditadura. Pois para ti dou onde estiveres uma salva de palmas pelo conserto que neste dia estás a dar a todos os Portugueses de bem

 

 

 

 

 

 

 

22
Fev07

ROSA

maripossa

Me deste uma Rosa numa noite de Amor.

Fize-mos uma jura,uma prossa.

Uma vida plena e gostosa...sim de Amor.

De Amizade,e verdade,Felicidade,e Calor.

De  ternura,carinho e saudade

Mesmo sem juventude curvado da idade

E sem formusura,ficaremos a rir do calor do amor

 

 

 

Lisa 

 

 

20
Fev07

Natureza

maripossa

Subi a uma montanha, ela me disse porque vieste, por me sentir só e pensei em falar com Deus, mas ele não me podia dizer nada que não soubesse, pois o que ele deixou o homem estragou, só lá de cima vi e reparei o que o homem faz pela natureza?..Tudo destruído as árvores onde dormi, enquanto criança, onde atei a corda para fazer baloiço, eram carvalhos mas essas não existem mais, onde as bolotas nos caíam na cabeça vejo pouco pinheiros e eucaliptos, pois o homem lhe chega o fogo, já não ouço os grilos! As rãs os pássaros são poucos até as águias que voavam alto já poucas vejo, os girassóis as papoilas, e umas amarelas que lhe dava-mos o nome de margaridas onde estão não as vejo.agora sim vejo papeis muitos, garrafas vazias e muita destruição não se olha a meios, só dinheiro e muito.

Onde está os muitos riachos que passavam caminhos, os rios cheios de peixe, agora estão cheios de poluição e degradados, se podia beber a água cristalina que corria pela encosta, tanta era a pureza, onde o gado pastava e se via a saúde do gado, hoje só como enlatados, cheios de conservantes e para não falar de outras coisas, para ver pessoas a morrer de cancro este é o mundo que todos nós vamos deixar para os filhos e netos, só betão e estradas não é isso que quero, mas sim viver sem medo, sem privações de me sentir atrofiada sem liberdade, de pensar, sentir e amar, sem pensar em ser assaltado sentar no banco do jardim e respirar o ar, olhar o sol dar de comer aos pássaros as pombas, colher flores deitar na erva e sentir o cheiro, assim é viver o resto todos nós temos uns mais outros menos, mas quero a vida da natureza essa sim verdadeira

 

 Lisa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

19
Fev07

O HOMEM DO MAR

maripossa

No Mar, ilusões provações.

De pé vai o homem do Mar junto ao leme, pensa... vida sem sentido e sem destino, onde os pensamentos vem e vão, e pergunta porqué? Se tu me levas para ganhar o pão...porque nos tiras a vida, e deixas seus filhos sem pai e mulheres de negro, na praia chorando a gritar,Óh mar, como és cruel porque tens raiva do pescador, que só te tem para sustento, porque te enfrenta, mas tu ao Mar o Pescador não o faz por mal,é só para dar de comer ãos seus, que ficaram em terra.

Pois os pescadores se sentem bem no teu embalar, pois é um berço, no canto das tuas águas lavas seu rosto de miséria e de agonia, nas horas passadas em tuas ondas  e pedem Nossa Senhora da Guia me leva ao meu destino, e de volta ao meu lar porque sua mulher e seus filhos esperam para o abraçar, e suas lágrimas lhe lavam o rosto de angústia e diz porqué Mar...

Se nas tuas águas posso ficar e fará túmulo do homem do Mar, e tu que tudo sabias sobre o Mar não conseguiste escapar?..E um dia quando não o quiseres contigo o atiras contra as rochas e vem dar á praia, onde a mulher e seus filhos cansados de esperar, finalmente te vai enterrar o descanso interno te dar? Pois foi pescador!.. que cercado de lembranças que tu vives-te no Mar, para o sustento ãos seus filhos dar!..Mas não conseguis-te as tuas ondas passar e ao teu lar voltar.

  

Este texto com carinho a todos os Homens do Mar

 

 

 

 

18
Fev07

O ELEMENTO FOGO

maripossa

O Fogo é o grande motor da existência.A força explosiva primordial. A potência activa, geradora, interveniente.

O núcleo dinâmico da energia física e psíquica.

Fogo é expansão, irradiação, progecção.Na Astrologia os signos de fogo simbolizam acção. A forma como a personalidade se afirma e dinamiza. Por isso, ele é o elemento que ensina a verdadeira qualidade de cada um, a sua identidade.

Ao nível psicológico, o Fogo é o mundo de emoção.

Em mover e significa na sua origem pôr em movimento. Isso é, agitar-se emocionar-se, vibrar num registo mais acelerado. A emoção expande-se, projectasse, adere, edentifica-se.Vivência a que vulgarmente se chama amor. O Amor é uma emoção de Fogo. Como a Fé, que é adesão amorosa a um conhecimento,é o Fogo igualmente.

Os mestres chineses definem o Fogo como aquilo que se agarra. Sem suporte, o Fogo apaga-se, consome-se. Por isso, o Fogo exprime sempre a Fé em alguma coisa. Força dinamizada por alguém ou por algum objectivo. O Fogo arde através de uma qualquer lenha, física ou psíquica, que lhe serve de alimento.

Em termos subjectivos, fogo é entusiasmo, tem sempre uma causa que o justifica, um estímulo, uma razão de ser que acende a fogueira das emoções. Por isso, o ar que é energia mental activa o Fogo.

Quanto isso ou esses em que nos projectamos já não suportam a nossa expansão, perde-se o Fogo. Perder o Fogo é não ter força Vital.É ficar inactivo, passivo, parado, sem vontade de intervenção.É ficar prisioneiro da Água.Retido por memórias inconscientes, fechado num universo íntimo, obscuro e redutor.

Se Fogo é Vida, a ausência de Fogo é a morte.

O Fogo activa a subjectividade individual com o mundo exterior. Ao agir, o fogo evapora a àgua dos nossos registos inconscientes.O sentimento que daí resulta é um sentimento de prazer. Traduz o bem-estar de uma consciência ampliada pela libertação de cargas irracionais. Por isso, a expressão do Fogo é o riso.

São três os signos de Fogo: o Carneiro, simboliza o primeiro impulso activo; o Leão, Fogo da consciência individualizada;  o Sagitário, o terceiro e último Fogo.A sua seta indica a direcção. Fogo orientado, atribuído ao ideal que pode animar a vida.Traduz uma projecção amorosa numa ética imutável. Noutro grau de conhecimento, além da força instintiva do Escorpião.

O Fogo do Sagitário exprime a identificação emocional aos valores do Espírito, permite a quem com ele se emociona ascender a níveis superiores de consciência.

 

O Fogo.Força primordial, potência activa,geradora, interveniente. Simboliza o Mundo de Emoção.

 

 

Do Livro Portugal Misterioso  Selecções Reader,s Digest

 

 

 

17
Fev07

O teu regaço

maripossa

No teu regaço, deito o cansaço, o carinho. É aqui onde sinto falta do calor, do teu amor.

Da vida sinto o frio, assim sinto o frio e o arrepio...da falta do teu peito em que me deito.

Dos braços quentes, que me apertam ,e onde desperto, onde me enrosco de felicidade por esta verdade. Assim fico pressa a ti  no brilho dos olhos que me adoram, e que beijo com doçura os teus lábios como o mundo fosse acabar, e sem vontade de parar, e para sempre ficar, ali a olhar para ti.

Lisa

 

 

16
Fev07

Madrugada

maripossa

Madrugada...Chuva caíndo na vidraça,só eu e a noite as lembranças eram muitas..e me lembrei dos amigos,e dos que não tem amigos, que vivem de mão estendida sem ter um aconchego um carinho uma cama, um lar,mesmo esse sendo pobre mas com amor com mãos de criança no seu rosto,uma mulher para amar,filhos em roda na messa,um trabalho,ter pão  e de repente olho, vejo alguém na rua em busca de amor e afecto era mulher!..talvés da vida quem sabe,á espera do cliente! o filho esperando em casa por o seu amor como dói o coração pois algém não lhe deu oportunidade de felicidade,e vende o seu corpo,para seu filho sustentar e o mendigo embrulhado em pedaços de jornal,como é triste viver só e se procura comida no lixo,como será possivél algum ser humano viver desta maneira?..Á desgraça, porqué se todos viemos a este mundo,para ser feliz para ter pão amor e compreenção,e não desilusão,pois para morrer vai o rico e vai o pobre,para a mesma terra e mesmo essa é de primeira para um e para outro não,como existe a diferença,pois se todos temos os mesmos direitos,pois serão poucos os que podem responder,mas tenho a certeza que outros pensarão como eu,pois se calhar podem pensar?..Não é assim, mas já vi destes casos mas se todos mesmo os "superiores"....se calhar esses deveriam olhar mais em frente do seu nariz,mas não estão entretidos em pequenos pormenores da sua vida supérflua e inútil,como vai a moda e outras coisas importantes.

 

14
Fev07

AMOR

maripossa

 

 Amor

 

Hoje, quero falar de AMOR

Quero falar do meu amor!

Dos dias, menos bons Que tivemos!

Das horas boas que passamos!

E das menos boas boas!

Mas que não perdemos,á esperança!

A confiança,do amor que nos unia

Dos filhos lindos que temos!

Das alegrias que nos deram!

Dos netos lindos, que vieram!

E das alegrias que iremos ter!

De os ver, crescer, e serem felizes!

De todos os momentos boms, que passamos!

Dos menos agradáveis, que o destino assim fez!

Daqueles que ainda iremos passar, juntos!

Pois Deus, tem que ajudar nessa tarefa!

Por tudo isto, falar de Amor neste dia!...

 No Dia dos Namorados,para nos amar-mos sempre

Eternamente,até a morte separar

Para ti sempre

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D