Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

29
Fev08

Flores de Amizade

maripossa

Para todos vós,que me deixam mimos e alegrias,aqui fica a amizade com flores muitas e de muitas cores como deve ser amizade,a cor é diferença... Todos diferentes e todos iguais.

maripossa

29
Fev08

O Mundo é de Quem não Sente

maripossa

O mundo é de quem não sente. A condição essencial para se ser um homem prático é a ausência de sensibilidade. A qualidade principal na prática da vida é aquela qualidade que conduz à acção, isto é, a vontade. Ora há duas coisas que estorvam a acção - a sensibilidade e o pensamento analítico, que não é, afinal, mais que o pensamento com sensibilidade. Toda a acção é, por sua natureza, a projecção da personalidade sobre o mundo externo, e como o mundo externo é em grande e principal parte composto por entes humanos, segue que essa projecção da personalidade é essencialmente o atravessarmo-nos no caminho alheio , o estorvar, ferir e esmagar os outros, conforme o nosso modo de agir.

Para agir é, pois, preciso que nos não figuremos com facilidade as personalidades alheias, as suas dores e alegrias. Quem simpatiza pára. O homem de acção considera o mundo externo como composto exclusivamente de matéria inerte - ou inerte em si mesma, como uma pedra sobre que passa ou que afasta do caminho; ou inerte como um ente humano que, porque não lhe pôde resistir, tanto faz que fosse homem como pedra, pois, como à pedra, ou se afastou ou se passou por cima.

Fernando Pessoa, in 'O Livro do Desassossego'

 

 

29
Fev08

Bom Fim semana

maripossa

A liberdade está, nas
asas da borboleta o
desejo de olhar sentir,
o sabor da amizade, pois sem ela
o mundo não tem valores
Fica para todos os
que visitam este blog Agulheta

Podem levar!

Rabiscado por agulheta
29
Fev08

Aves

maripossa

Não se pode esperar que as aves sonhem
tragam de longe um desejo de pedra e de asas
e flutuem incólumes no vento dos homens
perfeitas no espaço do voo e das penas.
Os homens sonham e se atam ao nó da terra
um desejo de céu lhes destroí as entranhas
e suas asas são duras e inflexiveis
para conter o infinito o voo o espaço pleno.
E assim sonham os homens e as aves voam
na trilha do eterno em longa estirada
nos tempos caminhos (do amor) e da terra
e no dorso do céu onde solto o desejo
(e o peso da carne) se ata à esperança
e as asas se nutrem de nunca morrer
e se prendem e se perdem e se colhem: viver.


Álvaro Pacheco
27
Fev08

O Pequeno Bombeiro

maripossa

A mãe, com apenas 26 anos, parou ao lado do leito
de seu filhinho de seis anos, que estava morrendo de leucemia.
Embora o coração dela estivesse pleno de tristeza e angústia,
ela também tinha um forte sentimento de determinação.
Como qualquer outra mãe, ela gostaria que seu filho crescesse
e realizasse seus sonhos. Agora, isso não seria mais possível,
por causa da leucemia terminal.
Mas, mesmo assim, ela ainda queria que o sonho de seu filho
se transformasse realidade.
Ela tomou a mão de seu filho e perguntou:

- Vitor, você alguma vez já pensou
o que você gostaria de ser quando crescer?
Você já sonhou o que gostaria de fazer com sua vida?

- Mamãe, eu quero ser um bombeiro.

A mãe sorriu e disse:

- Vamos ver se podemos transformar esse sonho em realidade.

Mais tarde, naquele mesmo dia,
ela foi ao corpo de bombeiros local,
na cidade BH, Minas Gerais onde se encontrou
com um bombeiro de enorme coração,
chamado Bob. Ela explicou a situação de seu filhinho de 6 anos,
seu último desejo
e perguntou se seria possível ele dar uma volta
no carro dos bombeiros em torno do quarteirão.

O bombeiro Bob disse:

- Veja, NÓS PODEMOS FAZER MAIS QUE ISSO!
Se você estiver com seu filho
pronto às sete horas da manhã, na próxima quarta-feira,
nós o faremos um bombeiro honorário por todo o dia.
Ele poderá vir para o quartel, comer conosco,
sair para atender as chamadas de incêndio
e se você nos der as medidas dele,
nós conseguiremos um uniforme verdadeiro para ele,
com chapéu, com o emblema de nosso batalhão,
um casaco amarelo igual ao que vestimos e botas também.
Eles são todos confeccionados aqui mesmo na cidade
e conseguiremos eles rapidamente.

Três dias depois, o bombeiro Bob pegou o garoto,
vestiu-o em seu uniforme de bombeiro
e escoltou-o do leito do hospital
até o caminhão dos bombeiros.
Vitor, ficou sentado na parte de trás do caminhão,
e foi levado até o quartel central. Ele estava no céu.
Ocorreram três chamados naquele dia na cidade de BH
e VITOR acompanhou todos os três.
Em cada chamada ele foi em veículos diferentes:
no caminhão tanque, na van dos paramédicos
e até no carro especial do chefe do corpo de bombeiros.
Ele também foi filmado pelo programa de televisão local.

Tendo seu sonho realizado,
todo o amor e atenção que foram dispensadas
a ele acabaram por tocar Vitor,
tão profundamente que ele viveu três meses
mais que todos os médicos haviam previsto.
Até que numa noite, todas as suas funções vitais
começaram a cair dramaticamente
e a enfermeira-chefe, que acreditava no conceito
de que ninguém deveria morrer sozinho,
começou a chamar ao hospital toda a família.
Então, ela lembrou do dia que Vitor
tinha passado como um bombeiro,
e ligou para o chefe
e perguntou se seria possível enviar algum bombeiro
para o hospital naquele momento de passagem,
para ficar com Vitor.

O chefe dos bombeiros respondeu:

- NÓS PODEMOS FAZER MAIS QUE ISSO!
Nós estaremos aí em cinco minutos, e,
faça-me um favor, quando você ouvir as sirenes
e ver as luzes de nossos carros,
avise no sistema de som que não se trata de um incêndio.
É apenas o corpo de bombeiros vindo visitar,
mais uma vez, um de seus mais distintos integrantes.
E você poderia abrir a janela do quarto dele? Obrigado!

Cinco minutos depois,
uma van e um caminhão com escada Magirus
chegaram no hospital,
estenderam a escada até o andar onde estava o garoto
e 16 bombeiros subiram pela escada até o quarto de Vitor.
Com a permissão da mãe, eles o seguraram, abraçaram e
falaram para ele o quanto eles o amavam.

Com um sopro final, Vitor olhou para o chefe e perguntou:

- Chefe, eu sou mesmo um bombeiro?

- Vitor, você é um dos melhores. - Disse o chefe.

Com estas palavras, Vitor sorriu
e fechou seus olhos pela última vez.

E você, diante do pedido de seus amigos,
filhos e parentes, tem respondido
"EU POSSO FAZER MAIS QUE ISSO!".
Reflita se sua vida tem sido em serviço ao
próximo, e tome uma decisão hoje mesmo.

(Esta história é verídica)
Autoria Desconhecida


Rabiscado por Agulheta
27
Fev08

Falar só por Falar

maripossa

Vou falar da manhã, no desejo de sentir o dia na correria de crianças, seus desejos e esperanças falar dos que menos tem, dos velhos dos tristes! mas falar na manhã de lindo sol do nascer do dia, como poderia falar da tarde, onde o cansaço é grande no regresso a casa, num compasso de espera, as ideias martelam a mente, daquele chefe que maltrata seu funcionário, por parcos, tostões que paga, como se fosse esmola, mas não temos de levantar a voz contra a injustiça, mas de repente o pensamento fica alegre e pensa na hora de voltar e chegar ao lar, ou então terá um lar vazio de solidão, mas chegar,sempre.
Ou quem sabe falar da noite, de lindo luar ou de bruma escuridão, como o sentir de alguém que vive só e seu coração, da injustiça da maldade sem trabalho, da velhice... já presenciei tragédias destas, pela janela e ficava a pensar! numa grande tristeza onde os olhos sentiam a dor, era imponente para tal, pois só é cego quem o é, pois muitas vezes quem o é vê! muito bem, os que passam indiferentes é que não, tem cegueira total, com o passar dos anos de um Portugal diferente, onde muitos poderiam viver melhor, não o é mas o rico cada vez é mais rico...cansei de políticos que só falam, onde a miséria é muita, lá chegará o dia de o povo acordar e na hora das eleições, dizer basta e fazer aquela coisa que fez o "Zé Povinho"ou então como fez o homem do povo ao fidalgo e lhe dar aquela que é famosa "Justiça de Fafe"

25
Fev08

Prémios

maripossa

Das minhas queridas amigas do blog Sophiamar e o cheirodailha e forum-cidadania aos quais vou colocar os links para os visitar. Elas são.

http://forum-cidadania.blogspot.com/

http://sophiamar.blogspot.com/

http://ocheirodailha.blogspot.com/:


Para além de serem umas amigas que guardo no coração,pela forma e carinho com que recebem os amigos,as suas palavras,pelas causas que defendem e por tudo o mais,que gosto delas... Por quê! o meu coração sente e sabe, para vós deixo amizade aqui deste lado.Agora teria de nomear,mas vejo que muitas já o tem,por isso podem levar os amigos que regularmente visitam este blog e são os amigos comuns de ambas as partes.Beijinho para todos Agulheta

Rabiscado por Agulheta
25
Fev08

As Saudades de Menina

maripossa

Sempre que aqui venho, a esta Cidade penso! Eis-me, nas minhas raízes, onde o corpo brota saudades, algumas de esquecimento outras da verdade, o mesmo pisar da calçada o cheiro da terra, que mesmo com o passar da idade... ali esta aquele arrepio no corpo e quando vem o cheiro do rio! Uma loucura imensa de voltar a cada instante, como que fosse abraçar a saudade.
Pois o caminho pela frente, onde se ouvia os pregões, o nascer do dia com sabor, ainda sinto a lembrança e posso contar por dedos, as pessoas que por lá passavam ao nascer do dia e ao findar da tarde. Quando o dia é de sol, nos vem ao pensamento a Primavera, o Verão o cheiro da fruta madura, a subidas nas árvores, a saída da escola! Então vejo na minha frente o caminho, que percorria, sem medo ou maldade de alguém, mas hoje o mesmo não existe mais, só vejo cimento e mais cimento...
A velha escola ainda lá está! os meninos são outros, com as mesmas vontades, de um dia crescerem e sentir a saudade do momento, pois foi esta a mesma que senti, de passar ao local os olhos ficaram molhados, pois aqui me formei menina!  continuei para a vida, com o mesmo sentido de esperança e amizade
Lisa

22
Fev08

Desafio

maripossa

A amiga Maria,do (blog ocheirodailha) e do (blog As Sombras de Fim do Dia)
para escrever doze palavras que para mim farão mais sentido,pois como algumas destas aqui descritas são das mais importantes aqui vai:

Horizontes---Procurar a verdade e justiça,mesmo que ela doía,mas pela frente vejo,gente sem sentido e vazias de tudo...ou quase.

Amor: Sempre sem olhar a quem e dar sobretudo,ele nos leva a loucura e limites,mas quem não gosta de amar!

Esperança: Por um mundo melhor,sem guerra fome injustiça,onde partilhar seja um constante.

Felicidade: Querer acreditar que algo mude,sempre para melhor,para tornar felizes os que menos tem.

Solidariedade: Estender as mãos a quem de nós necessita e dar ajuda,as crianças aos idosos,que tão maltratados são pela sociedade.

Saúde. Pois sem ela não podemos ajudar,trabalhar e sorrir

Paz: Que os povos sejam unidos,no amor e na fraternidade.

Caminho: Aquele que percorremos todos os dias,quando nos levantamos da cama,temos de enfrentar o desgaste,o chefe mal humorado,o professor e muita coisa mais.

Consciência: Aquela que ouvimos algumas vezes,que tomamos as decisões,sejam boas ou más.

Voluntariado: Para mim algo sagrado,aquele que dou sem pedir nem receber mas de coração

Madrugada: Onde encontro os sonhos,alguns realizados,outros ainda esperando que os mesmos sejam

Liberdade: Uma grande definição da palavra,que amo como o ar que respiro,onde os pensamentos são meus e de mais ninguém,mesmo que esse alguém seja para impor o que for capaz,pelo medo e força,molhar os pés no mar e sentir a brisa como um marinheiro numa longa viagem

Agora tenho de passar o desafio a estes amigos que vem a seguir,que estão nesta foto postada.
Como a agua é um dom de beleza e pureza aqui fica a foto,se quiserem levem

Rabiscado por Agulheta
22
Fev08

Gente!!!

maripossa

 Gosto de gente com a cabeça no lugar, de conteúdo interno, idealismo nos olhos e dois pés no chão da realidade.

Gosto de gente que ri, chora, se emociona com um simples e-mail, um telefonema, uma canção suave, um bom filme, um bom livro, um gesto de carinho, um abraço, um afago.

Gente que ama e curte saudade, gosta de amigos, cultiva flores, ama os animais.
Admira paisagens, poeira e chuva.

Gente que tem tempo para sorrir bondade, semear perdão, repartir ternuras, compartilhar vivências e dar espaço para as emoções dentro de si, emoções que fluem naturalmente de dentro de seu ser!

Gente que gosta de fazer as coisas que gosta, sem fugir de compromissos difíceis e inadiáveis,
por mais desgastantes que sejam.

Gente que colhe, orienta, se entende, aconselha, busca a verdade e quer sempre aprender, mesmo que seja de uma criança, de um pobre, de um analfabeto.

Gente de coração desarmado,
em ódio e preconceitos baratos.
Com muito AMOR dentro de si.

Gente que erra e reconhece, cai e se levanta,
apanha e assimila os golpes, tirando lições dos erros e fazendo redentoras suas lágrimas e sofrimentos.

Gosto muito de gente assim como VOCÊ
e desconfio que é deste tipo de gente que DEUS também gosta!


Arthur da Távola


 

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D