Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

30
Abr09

Maio 1º

maripossa

Hoje com a passagem de Abril para Maio, por estes lados se costuma colocar as chamadas maias nas portas. passam tempos que nem me lembra de colocar nenhuma, dizem uns que é por causa do mau olhado? se calhar alguns terão as suas crenças, eu não costumo querer nestas coisas...mas que as há é verdade,e bastam olhar para nós que o seu olhar é fulminante, queima mais que a caruma do monte quando eu a calco, no verão pela época dos incêndios.é considerada daninha ou evasiva em muita regiões do norte de Portugal. Os ramos são tradicionalmente utilizados para a manufactura de vassouras.

agora a verdade é esta e mais nenhuma?

No norte de Portugal, é tradição exibir um ramo de giesta no dia 1º de Maio, alegadamente como protecção contra o carrapato (identificado com o demónio ou com o mau-olhado). Por essa razão a planta é também conhecida como maia.

 

Lisa

 

30
Abr09

Maio_ou Maias

maripossa

Esta foto foi tirada nas serras de Fafe,e as ditas giestas (maias)

Nesta altura por estes lados, se usa colocar à meia noite,de hoje as mais nas portas,uns dizem que é para o mau olhado,tradiçoes acredito,mas que as há é verdade?As portas das casas são enfeitadas com ramos de giesta amarela ou com coroas de flores chamadas de maia ou maio.Vejo por aqui muita gente enfeitar as portas de giestas.
E para completar este quadro,esta boa música de um cantor que jamais esquece no coração dos da minha geração...Zeca Afonso,esta música adoro,e hoje estou com vontade de escutar.

29
Abr09

Dia Mundial da Dança

maripossa

Neste dia da dança, nada melhor que falar dela. A dança liberta a alma e o coração.

 

 

 

A mesma se entrega o corpo no compasso de sons, envolvimento e leveza

A dança não tem cor, tem ritmo, nela se encontra o prazer do momento

 

 

Nos eleva aos sonhos, ser novo ou velho, não importa, mas sim a entrega aõs paços para uma vida melhor e mais livre

29
Abr09

Dia Mundial da Dança 29 de Abril

maripossa


A dança liberta a alma o coração e pensamento,onde o mesmo se entrega,o corpo no compasso de sons,envolvimento e leveza.



A dança não tem cor, tem ritmo e nela se encontra o prazer do momento



No eleva aos sonhos,pode ser novo,ou velho,dança e entrega os teus passos,para uma vida melhor mais livre e qualidade de vida.

E como adoro dança e pratico,aconselho?
Lisa
(fotos Net)
27
Abr09

Eu que me Aguente Comigo

maripossa

Eu que me Aguente Comigo

Contudo, contudo,
Também houve gládios e flâmulas de cores
Na Primavera do que sonhei de mim.
Também a esperança
Orvalhou os campos da minha visão involuntária,
Também tive quem também me sorrisse.
Hoje estou como se esse tivesse sido outro.
Quem fui não me lembra senão como uma história apensa.
Quem serei não me interessa, como o futuro do mundo.

Caí pela escada abaixo subitamente,
E até o som de cair era a gargalhada da queda.
Cada degrau era a testemunha importuna e dura
Do ridículo que fiz de mim.

Pobre do que perdeu o lugar oferecido por não ter casaco limpo com que aparecesse,
Mas pobre também do que, sendo rico e nobre,
Perdeu o lugar do amor por não ter casaco bom dentro do desejo.
Sou imparcial como a neve.
Nunca preferi o pobre ao rico,
Como, em mim, nunca preferi nada a nada.

Vi sempre o mundo independentemente de mim.
Por trás disso estavam as minhas sensações vivíssimas,
Mas isso era outro mundo.
Contudo a minha mágoa nunca me fez ver negro o que era cor de laranja.
Acima de tudo o mundo externo!
Eu que me aguente comigo e com os comigos de mim.

 

Álvaro de Campos,in "Poemas"
Heterónimo de Fernando Pessoa

 

27
Abr09

Orla Marítima

maripossa


O tempo das suaves raparigas
é junto ao mar ao longo das avenidas
ao sol dos solitários dias de dezembro
Tudo ali pára como nas fotografias
É a tarde de agosto o rio a música o teu rosto
alegre e jovem hoje ainda quando tudo ia mudar
És tu surges de branco pela rua antigamente
noite iluminada noite de nuvens ó melhor mulher
(E nos alpes o cansado humanista canta alegremente)
«Mudança possui tudo»? Nada muda
nem sequer o cultor dos sistemáticos cuidados
levanta a dobra da tragédia nestas brancas horas
Deus anda à beira de água calça arregaçada
como um homem se deita como um homem se levanta



Somos crianças feitas para grandes férias
pássaros pedradas de calor
atiradas ao frio em redor
pássaros compêndios de vida
e morte resumida agasalhada em asas
Ali fica o retrato destes dias
Gestos e pensamentos tudo fixo
Manhã dos outros não nossa manhã
pagão solar de uma alegria calma
De terra vem a água e da água a alma
o tempo é a maré que leva e traz
o mar às praias onde eternamente somos
Sabemos agora em que medida merecemos a vida

Ruy Belo
24
Abr09

Abril em Poesia

maripossa

E porque é Abril e ele nos trouxe a liberdade e a Democracia. E para lembrar,nada melhor que um belo poema de Eugénio de Andrade de quem gosto muito.

 

Abril 

 

Brinca a manhã feliz e descuidada,
como só a manhã pode brincar,
nas curvas longas desta estrada
onde os ciganos passsam a cantar. 
Abril anda à solta nos pinhais
coroado de rosas e de cio,
e num salto brusco, sem deixar sinais,
rasga o céu azul num assobio. 

Surge uma criança de olhos vegetais,
carregados de espanto e de alegria,
e atira pedras às curvas mais distantes
- onde a voz dos ciganos se perdia.

 

Eugénio de Andrade

 

 

24
Abr09

Abril...

maripossa


Era uma noite serena mas com algum sobressalto da hora.Dormia eu calma e serena como toda a criança o faz,despreocupada das coisas,e das lembranças,só tem na mente os sonhos.E a mulher que escreve aqui só tinha cinco anos? E vai longe este dia.
Pois seria seis horas da manhã,de uma triste manhã,já muito distante,bateram a porta,mas aquele bater não era normal,mas trazia os ventos da violência e destruição.
Eram homens alguns para um só,entraram de rompante como se fossem os donos de alguma coisa, a casa virou desgraça,que valia ser criança,ou mulher,a ordem era para cumprir,levar e bater e continuar a bater até as pessoas falarem.Ai pegaram no Pai indefesso e maltratado como se de cachorro se trata-se e nem esse,até esses querem respeito e estima,nem a Mãe se conseguia chegar para ele e a afastaram.Os meus ouvidos ainda ouvem a frase( chega mulher para trás) se não queres ir junta,pois na cabeça de uma criança jamais esquecerá esta memória,que meu coração guarda com (raiva)e silêncio desse dia.
Quem não gostar da lembrança,passa em frente porque eu gosto,são as minhas memórias do antes? Tudo isto é uma razão bem forte pelo dia que Abril abriu,não se bateu mais em ninguém,não se humilhou por ter ideias e gostos diferentes.Para ti Pai neste dia que ainda conseguiste ver Abril,e hoje não,aqui vai continuar a ser Abril de alma e coração,e o teu cravo vermelho ficará bem no alto,como a pancada que levaste um dia,por um ser sem honra nem gloria,poderá estar vivo não sei,mas tu estás aqui no meu coração
23
Abr09

Dia do Livro e Direito de Autor

maripossa

Hoje é o dia do livro e do direito de autor. Mas o meu livro aquele que gosto, já há alguns anos o escrevo. Tem dias que escrevo em páginas de encanto, outras de algum desencanto. mas tive dias que escrevi e li no meu livro, as vivências a solidão o amor, sempre tentei ler o amor que é algo sublime que devemos sempre ler.Em tantas páginas li e escrevi o meu ser a minha sensibilidade, e pensamentos. Num livro lia algo cruel e de crime? mas parava e não lia mais, não é o meu género de livro. Li muitas alegrias, e alguns escritores que me fizeram rir às lágrimas. Noutros eu li a tristeza de gente só e desamparada, em muitos li a esperança os sonhos, em mais criança li a fé, que construiu a minha personalidade que gostei de ler e entender.
Em muitos li e ensinei a ler, os mais pequenos e lhe disse para os cheirar, pois pelo livro se deve sentir o cheiro. Das coisa que gosto em entrar numa livraria para comprar um livro, e me envolver o cheiro do papel com que o mesmo é feito. Ao autor devemos dar o seu nome, ele passou horas sem sono para escrever palavras, que nos fazem sonhar e amar, se o mesmo passa incógnito não podemos agradecer o seu trabalho. Eu continuarei a ler e amar os livros, eles são a minha vida feita em letras pequenas, como aquelas que um dia aprendi na ida para a escola, e que chegava a passar a ferro as folhas que amarrotavam, são vivências que nunca devemos prescindir os nossos princípios, pelo habito da leitura.
a todos os poetas e escritores do mundo, venham os livros para continuar a ler

Lisa

 

22
Abr09

Dia da Terra

maripossa


Hoje é assinalado o dia da terra! mas como agora há dias para todas as coisas,será mais um? Mas este se diga de verdade, que tem toda a lógica, pois sem esta terra não temos outra, imigrar para onde,e se nesta tem de caber tanta gente. Mas eu gostaria que esta terra onde todos os povos do mundo habitamos fosse devidamente cuidada e respeitada. mas quem pensa nisso,só o fará quando a água for escassa e lutar pela gota que cada dia escasseia mais, quando os montes estiverem todos queimados,e não se poder respirar,que cortem as florestas tropicais para uso dos poderes,quando tudo estiver poluído, os carros serem mais de que nós todos, se nas águas do mar não deitassem os lixos tóxicos e depois comer o peixe contaminado? se as terras fossem cultivadas como devia e sem adubos, para todos morrerem de cancro? Que deixassem os animais no seu habitat natural e não os comercializassem para ganhar dinheiro.Que deixassem de matar baleias a luz do dia e deixar as águas vermelhas...dizem para sobreviver? mas quem vê que temos pouco tempo para preservar o que é de nós todos, vamos reflectir neste problema que é de todos, e pensar nos filhos e nos netos, na herança que um dia lhe vamos deixar.

Lisa

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D