Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

28
Nov09

Num recanto de uma sala junto a uma janela entreaberta

maripossa

Num recanto de uma sala junto a uma janela entreaberta
estou como se estivesse protegido por uma cúpula de folhagem e escrevo não sobre uma folha mas sobre a pedra azul do dia, e as minhas palavras reflectem o murmúrio do sol e a língua do vento.
Talvez elas venham também de um fundo obscuro, procurar o espaço visível com a sua sede submersa mas eu não conheço o que as move nem o seu alvo oscilante.
No entanto a claridade da página é um álcol leve que vai ardendo ao sopro da matéria que vou vislumbrando em lentos movimentos e assim vejo o vento ordenando-se como uma veia porque a transparência é cega e o seu silêncio emudece-me
E se toda esta brancura aboliu o mundo dela se ergue um pequeno geyser,como as suas minúsculas asas de argila e os seus brancos cálices de pássaros de lua.

 

António Ramos Rosa

(foto flickr)

24
Nov09

Sociedade

maripossa

A nossa sociedade está a desmoronar-se e ninguém lhe acode. Os laços sociais estão a desaparecer, substituídos por um sistema de valores em que impera a vacuidade, o poder da «competitividade» como força motriz - e não é. Há tempo para tudo, diz o Eclesiastes. Mas a verdade é que os «tempos» foram pulverizados pela urgência de não se sabe bem o quê. A frase mais comum que ouvimos é: «Não tenho tempo para»; para quê? A correria mina as relações de civismo e de civilidade; está a roer os alicerces da família; a família deixou de ser o núcleo das nossas próprias defesas; e vamos perdendo o rasto dos nossos filhos, dos nossos amigos, dos nossos camaradas, dos nossos companheiros. A azáfama nos locais de trabalho é o sinal das nossas fragilidades e dos nossos medos. Estamos com medo de tudo, inclusive de confiar em quem, ainda não há muito, seríamos capazes de confidenciar o impensável. 

 
Autor: Baptista-Bastos
Fonte Jornal de Negócios 

Foto:anacamarra.blogspot

 

 

21
Nov09

Sonho de Um Dia

maripossa

Cada dia temos um sonho, algo alegre ou triste assim são os sonhos, que sentimos.

Se te acercares da janela tens um sonho vindo até junto de ti, nas palavras sentes a cada instante e o sonho que gostarias de realizar.

E neste sentir de palavras e sonhos, pensas nas atitudes desta sociedade, cada dia mais virada para si, e tu sempre esperando amigo.

Mas  aquele sonho que um dia idealizaste está distante de ti, e cada dia mais distante, e como é difícil  imaginar, que um dia o podes realizar.é neste sentir que poderias,

abrir os braços e dizer, o mundo é lindo e tenho um sonho.De ver crianças e seres humanos sorrirem, este seria o mais belo sonho.

Lisa

 

(foto glimbo)

18
Nov09

Saudade

maripossa

Ter saudade, é vaga disforme de um corpo.
Ter saudade,é pássaro que aparece e se apaga erguido de confusão na angústia, teste dado à natureza bruxuleante dentro de mim.
Ter saudade.é fingir qualquer coisa que inquieta, levantada, desenterrada do crivo da memória. Por vezes quando o tempo por ela passa, não passa o tempo da saudade,
estátua rígida dum destino anoitecido, passa um nada meio acontecido.
Saudade, é filha da alma do mundo que de tanto ser outro sou eu já.
Saudade, porque viajas cansada, em horas dentro de mim?
Saudade, que vieste até à última força desta linha, brumosa da eterna caminhada.
Sempre que vieres, sem avisares leva-me contigo, para que a paz volte à memória de meu corpo, como o rio que passa, no tempo final da minha natureza.

 

Carlos Melo Santos,

17
Nov09

Esclarecer

maripossa

Queridos amigos! Hoje poderia fazer um poste diferente deste, mas não o vou fazer.Isso sim lamentar que andem sempre a mexer nos blogs, e cada vez que o fazem a coisa não fica da melhor forma. Tenho um álbum de fotos, nas fotos sapo, e já alguns dias, era um inferno carregar as fotos lá, para depois a trazer para os postes de blog.Hora como eu não trabalho para aquecer, ou se o fizer é por uma causa justa e digna, como tal, assim vai ficar até que digam algo sobre este problema. Penso que gostam mais de blogs de má língua, ou bonecada que nada tem de útil.Logo que as fotos estejam a funcionar, aqui voltarei com todo o prazer que gosto, pela escrita e pensamentos.Até já e sejam felizes

Lisa

 

 

Aqui voltei? E não é que depois destas palavras,e passados alguns segundos tudo fica melhor? Nem quero acreditar,mas que as há é verdade.

13
Nov09

Folhas

maripossa

Folhas secas pelo vento e pelo tempo elas cai. E neste descair pela força do vento, que elas rodopiam como uma dança feroz, e envolvente  como se fosse o teu corpo. São folhas mortas e gastas pelo tempo, que um dia voltam a nascer e rodopiar.  E neste rodopio se sentem pisadas, fustigadas, molhadas pela tempestade. Assim neste gemido do tempo sofrem .Um dia  virão os rebentos, que se espalharão pela terra quente, como um sonho de criança que de ideias livres corre ao seu encontro  numa linda primavera.

 

 

Lisa 13/11/2009

 

11
Nov09

Recordações de S. Martinho

maripossa

Acende o lume e fita os olhos no crepitar da lenha
despeja nela as castanhas, e sente o cheiro entrar
nas narinas e volta ao tempo das lembranças,
quando eras criança, fecha os olhos. Em volta de ti
estão os colegas da escola, te esfregam a cara
de cinza e recordações, do tempo verdadeiro
e de S. Martinho com toda a simplicidade, então
pega num molho de lenha, e volta a assar as castanhas
das tuas recordações.

 

Lisa, 11/11/2009

 

 

 

09
Nov09

Caminhando

maripossa

Se pensas que tudo sabes te enganas.A vida tem espinhos e horas difíceis, pedras muitas estão no caminho, mas deves contorna-las e tentar ser feliz. Podes não encontrar tesouros e riquezas, mas se tiveres um amor, ele será a razão da tua vida.Faz o caminho de mão dada, para o bem e para o mal,só assim poderás partilhar as experiencias com quem caminha a teu lado, e são tantas que jamais terás tempo de as contar.E um dia de cabelos grisalhos e brancos, chegarás à conclusão, que afinal foste um ser feliz com aquilo que o teu trabalho e luta te proporcionou.

 

E hoje como é um dia especial para mim (nós) eu fiz este caminho, palmo a palmo e sou feliz a minha maneira, sem nunca pisar nem passar por cima de ninguém.

 

Lisa  9/11/2009

 

06
Nov09

Há Coisas Bonitas na Vida

maripossa

Bonitas são as coisas vindas do interior,
as palavras simples, sinceras e significativas.
Bonito é o sorriso que vem de dentro,
o brilho dos olhos...
Bonito é o dia de sol depois da noite chuvosa
ou as noites enluaradas de verão
em que todos saem de casa.
Bonito é procurar estrelas no céu
e dar de presente ao amigo, amiga, namorado...
Bonito é achar a poesia do vento,
das flores e das crianças.
Bonito é chorar quando se sentir vontade
e deixar que as lágrimas rolem
sem vergonha ou medo de crítica.
Bonito é gostar da vida e viver do sonho.
Bonito é ser realista sem ser cruel,
é acreditar na beleza de todas as coisas.
Bonito é a gente continuar sendo gente
em quaisquer situações.
Bonito é você ser você.

 

Letícia Thoompsom

03
Nov09

Palavras

maripossa

Estando aqui a pensar como sempre. Reparo em algo  que foje todos os dias, os bloguistas. Quando aqui comecei foi pela mão de dois nomes, que para mim tinham os melhores blogs na altura, a Praia da Claridade, e o á Flor da Pele. Hoje ainda continuam, ou seja um esta parado, tenho feito com que o meu amigo volte aqui, mas ele não sente vontade, porque alguém o ofendeu por esta via.Outro, faz posts bem bonitos, em palavras e grafismo. Mas outros vieram de grande valor, a ChicaIlheu, a Estrelinha, os Gatinhos Voadores, a Papoila, embora noutro servidor, a Tibéu, e tantos outros que nem lembra.Hoje se tem outros, outros amigos mas vejo pouco entusiasmo em manter os blogs em dia,será da moda do twitter, do facebook? não sei, mas eu não aderi nem o faço, pois não gosto de big brother, para quem gostar de fofocas, serve para mim não.  A minha vida é só minha, não gosto de colocar fotos da família na net, nem de dizer mal de ninguém, e nem de falar em política. Falo de amor amizade e respeito por quem me visita, assim sou eu.

Lisa

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D