Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

30
Dez09

Palavras Agradecer e Fim de Ano

maripossa

Mais um ano correu e nos vai deixar.Este blog esta a fazer três anos no próximo ano, e foram tantos os amigos que aqui vieram por bem e deixaram palavras de carinho e amizade, que por vezes nem sei dar resposta a tanta coisas linda, para vós o meu obrigado. É perante este carinho e amizade que me faz continuar e fazer o melhor que sei e gosto que são os sentimentos, os mesmos onde deposito esperança, sonhos, e alegrias. A todos quantos me acompanharam o meu obrigado, sem vós amigos e comentários não existia os blogues. Por tal, e como está a findar o ano, quero desejar a todos os amigos e não só, mesmo aqueles que vem espreitar! Bom ano de 2010, com saúde, amizade, amor  e felicidade, para tal basta tão pouco para ser feliz, se temos casa trabalho, uma família que amamos e que nos ama, que mais importa, se a vida é curta e tudo se esfuma num instante,e sempre poderemos ver quem em algum lugar existe pessoas piores que nós,este é o meu pensamento,neste findar de ano.

Lisa

 

21
Dez09

E porque é Natal

maripossa

Daqui a dois dias estamos na noite de Natal. Da família da união e da esperança, e porque cada dia vejo alguns sem ela, me faz recordar algumas palavras que sempre brotam de um coração generoso.Quantas crianças pelo mundo não tem Natal! tantas que poderemos contar como uma noite de muitas estrelas, mas se em cada estrela houvesse um sorriso, um lar, pão, e um pouquinho de amor, tudo seria diferente. Muitas vezes penso, pessoas que tem um pouco de tudo isto, são pessoas felizes e privilegiadas, temos o essencial para ser feliz, e como com tão pouco se constrói sorrisos e paz. E ainda temos países onde a guerra e a fome é uma constante, mas interessa sempre a alguém que assim seja. E porque não pensar em palavras de paz e amor, para que seja mesmo Natal, e assim escreveu o homem que em baixo passo a citar.

 

Este blogue estes dias vai estar um pouco parado, tenho coisas a fazer e familiares por casa e não dá para aqui vir,até lá sejam felizes com esperança e amor, paz no coração. FELIZ NATAL

Lisa

 

(foto google)

"Se existe amor, há também esperança de existirem verdadeiras famílias, verdadeira fraternidade, verdadeira igualdade e verdadeira paz. Se não há mais amor dentro de você, se você continua a ver os outros como inimigos, não importa o conhecimento ou o nível de instrução que você tenha, não importa o progresso material que alcance, só haverá sofrimento e confusão no cômputo final. O homem vai continuar enganando e subjugando outros homens, mas insultar ou maltratar os outros é algo sem propósito. O fundamento de toda prática espiritual é o amor. Que você o pratique bem é meu único pedido".

 

Dalai Lama

18
Dez09

Pensamento, e não por ser Natal

maripossa

Nesta altura a emoção trava as palavras. As mesmas saem sentidas e com tanta mágoa, pelo que se sente, e se olha no dia a dia que nem tem explicação. As grandes superfícies tem tanta coisa que só chega para o bolso de alguns, outros entram e sai, de coração triste a contar os tristes tostões que o seu bolso contem.Mas em contrapartida, se lê que os hotéis estão cheios, para a passagem de ano que se aproxima. Como pode haver tanta infelicidade para uns e tanta abundância para outros.Deviam os senhores políticos, descer as ruas e ver, como podem viver uns com tão pouco, entre os quais os reformados..."pobres" porque os ricos não tem problema algum, vamos andar nisto sempre! Deviam ter um pouco de vergonha, deixar de fazer escravos da sorte os pobres, eu gostaria de ver Natal para todos sem excepção.


Lisa

 

16
Dez09

Natal

maripossa

Um anjo imaginado,

Um anjo diabético, atual,

Ergueu a mão e disse: — É noite de Natal,

Paz à imaginação!

E todo o ritual

Que antecede o milagre habitual

Perdeu a exaltação.

 

Em vez de excelsos hinos de confiança

No mistério divino,

E de mirra, e de incenso e ouro

Derramados

No presépio vazio,

Duas perguntas brancas, regeladas

Como a neve que cai,

E breve como o vento

Que entra por uma fresta, quizilento,

Redemoinha e sai:

 

A volta da lareira

Quantas almas se aquecem

Fraternalmente?

Quantas desejam que o Menino venha

Ouvir humanamente

O lancinante crepitar da lenha?

 

Poema:Miguel Torga

photo: olhares

 

 

11
Dez09

Árvore de Natal

maripossa

A árvore esta enfeitada de cores mil! As luzes brilham em sonhos da infância e recordações.No verde das folhas eu deixei a esperança,nas bolas de cor rubra, é o vermelho de um coração generoso e cheio de solidariedade. Nos pequenos flocos de neve, eles seriam os sonhos dos meninos de todo o mundo.Em cada presente de papeis de várias cores,e ao desembrulhar, teriam os presentes ideais para qualquer jantar de família, saúde solidariedade e união de todos. E no topo colocaria uma estrela que brilharia com imensa luz, para iluminar os povos do mundo inteiro, para se acabar com as guerras e destruição do planeta.Esta seria uma bela árvore de natal.


Lisa 11/12/2009

 

 

foto:vintageimagesepostais

04
Dez09

Valores da Sociedade

maripossa

Quando somos pequenos tudo na vida é despreocupante. Verificamos que realmente ser criança é das coisas mais bonitas, mas passa rápido e nem vale a pena tentar fazer nada. As crianças de hoje em dia, querem crescer depressa como o tempo,ter tudo a toda a hora, depois por volta dos dezasseis anos,já se sentem cansados de tudo. Actualmente perguntamos a uma criança, sobre o Natal, e que dizem, quero isto quero aquilo, e sem restrições pedem e exigem.Terão o seu direito como tal de crianças, mas os pais ficam preocupados perante este cenário, e são tantos que nem dinheiro tem para comer, sem trabalho e pensam como pode ser, o que vou fazer da vida e dizer ao meu filho que não posso. Penso que tudo na vida deve ser dito as crianças o que se passa e o porquê! Irão entender a razão de tanto desespero da parte dos progenitores, ao tentar responder a estes pedidos.O que eu quero dizer com isto é que, hoje num supermercado, uma criança pequena, fez tanta birra e tratou mal os pais perante toda a gente,que os pais nem sequer mexeram uma palha. Se fosse filho meu, ele teria levado umas palmadas,que quando as mesmas são feitas com educação e na hora nada se perde.Penso que ele deixaria de ser como foi e serviria para o futuro dele, e era bem aceite. Para que cresça como um ser humano melhor, mais fraterno mais digno, e não pense só no esbanjamento

 

 

Lisa

01
Dez09

Silêncios

maripossa

 

No silêncio da noite dei comigo a falar só

Tudo passa ao milímetro e segundo como

A ponta de uma agulha quando perfura a pele

O silencio continua e eu aqui a tentar escrever

Será da chuva que abana a vidraça, algum sonho

Perdido no tempo ou no minuto, mas sou eu aqui

 A escrever este sentir, pensei em tudo que adormeceu

Como o dia que em silencio e chuva, abanou o coração

Eu ali esperando que algo aconteça e estou a lembrar

E porque será que o faço, se nem sequer estou só!

Lisa 1/12/2009

Tudo aqui escrito tem direitos meus e pensamentos, respeitem as palavras dos outros

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D