Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Abri gavetas das Recordações



Abri gavetas das recordações

Elas são as dores os Papéis. De coisas escritas emoções pequenas,e cartas de amor.
Como dói o silêncio do olhar!Para esta gaveta e recordar. Mas ainda lá ficou uma folha em branco para continuar um dia, a escrever e pensar.
Outras com desenhos e carinho, pois essas são os desenhos dos filhos, fotos antigas dos amigos e pais, coisas que o tempo jamais apagou, mas ficou a recordação que o meu coração guardou. Coisas que não esquece, e com que sempre sonhou! Rosas secas algumas vermelhas mas verdadeiras, datas especiais! Lembranças apagadas jamais, até o convite lá está guardado no coração.
Era o da primeira comunhão, pequeno presente, que gosto muito.O cacho do cabelo, o primeiro dente.Mas uma prenda de grande valor e estima a de uma grande mulher...a minha Mãe sempre presente.Que guardo numa bela caixinha.Uma mulher baixinha, chamada Mãe.
A minha e sempre.

3/10/2007 Lisa

Este foi um sentimento de amor que hoje me apeteceu escrever aqui. Lisa

16 comentários

Comentar post

Pág. 1/2