Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

26
Out07

Segurança III

maripossa

Vamos neste pequeno texto,continuar a propor algumas situações que poderão ser úteis para o dia a dia

É o caso,por exemplo,do que foi dito em relação às portas e é também o que acontece em relação à técnica recomendada de movimentação em compartimentos já atingidos por fumos (perfeitamente perceptíveis). a Tendência natural dos fumos é para se acumularam nos espaços superiores dos compartimentos, Daí que,para minimizar os efeitos perniciosos haja vantagem em avançar "gatinhando". Mas não rastejando sobre o ventre. O processo preferível será gatinhar sobre as mãos e joelhos de forma a que a cabeça se situe sempre uns 25 a 30 cm do solo a fim de evitar a zona de acumulação de gases libertados e que muitas vezes são mais pesados que o ar. Proteja-se também do fumo cobrindo a boca com um pano húmido.
Ao sair de casa deve utilizar-se sempre o caminho mais fácil e mais curto mas não devem utilizar-se os elevadores,pois estes podem deixar de funcionar por qualquer razão deixando os eventuais utilizadores em situação muito crítica.
Quando se sai de um edifico em chamas nunca se deve lá voltar. Se lá tiverem ficado familiares dê todas as instruções aos Bombeiros para que estes os vão ajudar a sair ou retirar. Uma prática importante é a fixação de um ponto de encontro no exterior para todos os familiares.
assim todos ficam a saber quem saiu e quem ainda está no interior.
É uma informação muito útil para os Bombeiros com vista à operação de salvamento,e é útil para os familiares pois evita a perturbação e as incertezas resultantes de "andarem todos a procura uns dos outros",com aflição que é presumível nestas situações.

Rabiscado por Agulheta

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D