Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

A Casa

A nossa casa é como um pequeno ninho.É onde me acolho,e o corpo me envolve em refugio e mistério, amor.

Ela tem aquele quê do silêncio que em mim habita nas horas, assim é a minha casa.
É onde mora a saudade,as lembranças,afectos, tristezas e alegrias.
A minha casa é como o tronco da velha árvore,e debaixo dela me deito em noites de verão.
Feita em quatro paredes é a minha casa,ela é as noites frias de inverno,a neve que me deleita.

Quando me sento à lareira vendo crepitar o lume,e o olhar se desvia  pela

janela das minhas recordações,é um desabrochar de tanta coisa que nem sei explicar.

A minha casa tem esconderijos,sentimentos nela contidos o suor do rosto

horas de paixão que em momentos contive e vivi.
A nossa casa é o refugio do momento, onde olhar se funde sempre que nela entramos.
É onde sentimos os sons da alegria e tristeza, correria, quando se juntam emoções e virtudes

é onde caminho lado a lado quando encontro o meu outro ser,

e sinto todo o amor contido nas quatro paredes que jamais esquecemos durante uma vida.

 

Lisa 23/05/2012

 

 

6 comentários

Comentar post