Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Ontem

24.10.08, maripossa

Ontem foi a melancolia do Outono, hoje talvez a melancolia da poesia, que existe em mim nestas alturas. A mesma nos entra no coração e ouvidos, como do vento se trate, trás e leva sons, dos que partiram e dos que estão junto de nós mas separados.Uns pela distância outros pelo pensamento, é este som do vento de Outono, que nos acorda da razão. Onde a voz ferida, se remete ao silêncio como um longo despertar, perante isto fica só e simplesmente o silêncio da alma. Hoje acordei um pouco assim, como um vento que leva perto e longe os pensamentos, e vazio de esperança, e esperar por um lindo dia amanhã, que virá nascer e alegrar a alma e coração.

Com felicidade a todos os amigos deste blog, e sejam felizes neste Outono que nos deixa um sabor de melancolia, do chegar do vinho novo e do cheirinho da castanha quente e saborosa


Lisa 25/10/2008

 

14 comentários

Comentar post