Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Dia Mundial Contra a Sida

01.12.08, maripossa

Neste dia mundial contra a sida, todos nós podemos fazer a diferença. Cuidado e muito cuidado, cada dia que passa depois de haver informação parece que as pessoas não sabem nada a respeito da doença que mata todos os dias. Ela não se transmite por um sorriso ou um toque de mãos, mas a mesma pode matar se alguns de nós não for responsavel.Quem sofre este tormento são as crianças no mundo inteiro por culpa dos grandes, se deve informar como a mesma se transmite e ensinar bons costumes se recomenda,é tudo uma questão de responsabilidade, por vezes por um simples minuto de prazer. Para assinalar este dia que belíssimo poema.

 

 

Sida

 

aqueles que têm nome e nos telefonam

um dia emagrecem - partem

deixam-nos dobrados ao abandono

no interior duma dor inútil muda

e voraz

 

arquivamos o amor no abismo do tempo

e para lá da pele negra do desgosto

pressentimos vivo

o passageiro ardente das areias - o viajante

que irradia um cheiro a violetas nocturnas

 

acendemos então uma labareda nos dedos

acordamos trémulos confusos - a mão queimada

junto ao coração

 

e mais nada se move na centrifugação

dos segundos - tudo nos falta

 

nem a vida nem o que dela resta nos consola

a ausência fulgura na aurora das manhãs

e com o rosto ainda sujo de sono ouvimos

o rumor do corpo a encher-se de mágoa

 

assim guardamos as nuvens breves os gestos

os invernos o repouso a sonolência

o vento

arrastando para longe as imagens difusas

daqueles que amámos e não voltaram

a telefonar

 

 

Hôrto de incêndio, Assírio & Alvim,1997
Al Berto

 

4 comentários

Comentar post