Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Poema

04.09.07, maripossa

Sou bombeiro com paixão
Palmilhei estradas montes e valados
Nunca fiquei de braços cruzados
O fiz com força e abnegação

Socorri o rico o pobre, dei apoio
Num gesto nobre vi lágrimas de dor
Desalento horas de aflição, vi as chamas
Gente a chorar as perdas a morte
Olhos de silêncio e ternura
Mãos fortes de ajuda e amargura
Vento chuva frio e gelo solidão
De gente sofrida e sentida
Imagens de muita dor
Mas sempre presente o amor
A causa que abracei e se for caso morrerei

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.