Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Água

22.03.07, maripossa

Porque hoje é o dia da água,devemos penssar que ela é um bem precioso,pois quanto mais a desperdiçar,hoje o futuro será pior e poderiam penssar que noutras partes do Mundo morrem por ano milhão e meio de pessoas sem este bem precioso,e por falta dela.

Por isso amigo ou amiga sempre que passes numa rua e vejas água a correr de um cano rebentado alerta para tal.Em casa quando lavas teu rosto,lembra-te que noutro lugar do planeta existe algém que não a tem para beber.

Quando no verão vês um lago e te apetece meter os pés lá dentro,o que sabe bem!.. Penssa que noutro lugar do planeta existe pessoas que não tem água para as suas culturas,para tirar o seu sustento,para matar a fome e sempre que tomas banho numa banheira cheia de água para relaxar te lembra? Que noutra parte do mundo meninos morrem por falta dela para beber

maripossa

 

Poesia

21.03.07, maripossa

A poesia.

Está no sorriso  duma criança,

Ou nas rugas de um ancião

A poesia está numa boca com fome.

Numa garganta ressequida,

Nos calos duma mão

A poesia está na lucidez dos que falam

E no sono dos que dormem.

A poesia está no mito e no real

Nos gestos de cada homem

 

(Do livro retalhos do tempo)

Dia da Árvore

21.03.07, maripossa

Hoje plantei uma árvore,com o coração mas com mãos calosas,da enchada de mexer na terra par te ver crescer!..Umas vezes de fruta gostosa que tiram a sede de verão e para tirar a fome,quando minha boca trinca uma maçã e sempre olho para ti árvore com olhos de amor e ternura por te ver crescer e seres fruto gostoso,mas outras que planto pois serão um Castanheiro um Pinheiro ou até um Eucalipto e te olho com o mesmo carinho,para depois pela mão do (homem):te ver morrer queimada e ali ficares como o carvão e meu coração sofre pelo trabalho que tive durante anos para depois te perder,num instante e sem te poder valer...Ó velha árvore,como foi triste te ver morrer..

 

0005qbg4

 

Primavera

20.03.07, maripossa

Primavera!..Vais chegar mas com a tua chegada eu quero.

Braços cheios de ternura,jardins com esperança,flores de saúde,árvores com trabalho e sombra para os idosos,relva para as crianças brincar sem medo,água cristalina para beber e regar os campos,terra lavrada para o lavrador,para tirar dela o pão com amor,sem medo nem dor, as borboletas poisar nas flores,mas sem poluição,jovens a cantar sem medo da guerra e do amanhã e enfrentar um mundo melhor,e andorinhas trazendo o som da liberdade,para construir seus ninhos

 

 

Relatos de Vida Dois

20.03.07, maripossa

Hoje me sinto um ser humano feliz.

 

 

E porquê,por o meu tempo não ser em vão,pois muitas vezes lutamos contra o tempo pela estrada fora com perigos na nossa frente,na esperança de chegar e cada vez, mais e mais rápido,mas depois chega a noticia que valeu a pena o esforço e por este ser uma recompensa de Deus,por ele nos ter ajudado a ultrapassar os obstáculos,por saber que a menina mulher já saíu dos cuidados intensivos e se encontra livre de perigo,e sei que irá recuperar e se tiver alguem para ajudar nesse trabalho,verá que a vida vale sempre qualquer coisa,o mundo tem tanto para nos dar e preciso aproveitar,pois esta menina tem uma vida plena pela frente para viver e pensar que sua mãe,ao chama-la a razão decerto quererá o melhor para ela,se ela souber a verdade que muita gente esteve empenhada em sua volta saberá dar o valor,pela luta travada na cama do hospital.

Beijo amiga pelos km pecorridos mas por uma boa causa,pela tua vida

 

Dia do Pai

19.03.07, maripossa

Para Ti Pai,que á muitos anos partiste sempre me lembrarei,do teu colo aquele que deste e o que não podeste,os dias que passei sem a tua presença o dia dos anos em que faltavas na messa em pessoa mas estavas em pensamento,no dia de me levares ao altar não podias mas estavas sempre comigo,nunca me esqueci o quanto foste importante para mim o ser humano que sou,te irei agradeçer sempre a pessoa que me tornei com coração grande e sempre pronta ajudar de quem de mim precisa,tudo que me ensinaste,a respeitar o homem como ser humano em todas as coisas,por tudo isto onde tu estejas sempre agradecerei,e não será por ser este dia,pois sempre és lembrado para mim sempre serão, dias do Pai e Mãe todos os dias da nossa vida.

Um beijo Pai onde estás?

 

Relatos da vida

18.03.07, maripossa

Sozinha eu e Deus e pensei,o que está a dar aos jovens para o suicídio,só porque os pais lhe pedem explicações,pelos seus procedimento,pelas más notas pelas companhias,que tem pois eu sei que a maioria dos pais vive um dilema constante nesta sociadade moderna de comsumo,pelos pedidos de seus filhos para lhe dar!sempre o dar e nunca aos seus Pais dar nada, em troca pelo sacrifisio que fazem todos os dias,na sua luta diária para nada faltar sempre em aflição será que estão bem..Pois é meus amigos que possam ler estas palavras neste blog,eu penso..pois as coisas passam por mim,ainda á um dia apenas levei uma jovem,de apenas quinze anos para um hospital,pois tentou o suicídio,só porque sua mãe a chamou atenção para as más notas dadas na escola,isto me causa aflição pois sou mãe e tenho dois filhos maravilhosos que sempre me deram alegrias,e vejo pobres mães,com uma tristeza enorme pois ningém lhe dá valor ao esforço feito,para que seus filhos sejam homems amanhã,e não tenham de mendigar e pedir ajuda e caiam nas ruas da amargura ou nas mãos de pessoas sem escrupulos,que façam deles farrapos humanos.

Pois é meus amigos e lá deixei a jovem ainda menina numa cama do hospital em cuidados intensivos,e sua mãe a dizer que lhe dava tudo,o que ela estaria a precisar..Vamos pensar mais amor,se calhar pois telémoveis não dão amor e outras coisas,mais amor e freio e compreenção,amanhã vou ver se sei como ela está,espero que bem talvez lhe sirva de lição o seu acto de revolta,pois nem sempre eles valem aquilo que se faz,pois a vida é tão linda e merece ser vivida em todo o seu explendor e verdade.

 

 

maripossa

"Os putos" Ary dos Santos

18.03.07, maripossa

 

Uma bola de pano, num charco
Um sorriso traquina, um chuto
Na ladeira a correr, um arco
O céu no olhar, dum puto.

Uma fisga que atira a esperança
Um pardal de calções, astuto
E a força de ser criança
Contra a força dum chui, que é bruto.

Parecem bandos de pardais à solta
Os putos, os putos
São como índios, capitães da malta
Os putos, os putos
Mas quando a tarde cai
Vai-se a revolta
Sentam-se ao colo do pai
É a ternura que volta
E ouvem-no a falar do homem novo
São os putos deste povo
A aprenderem a ser homens.

As caricas brilhando na mão
A vontade que salta ao eixo
Um puto que diz que não
Se a porrada vier não deixo

Um berlinde abafado na escola
Um pião na algibeira sem cor
Um puto que pede esmola
Porque a fome lhe abafa a dor.

                     José Carlos Ary dos Santos

 

MISÉRIA

16.03.07, maripossa

Recordo,esta cena verdadeira

Um pobre velho,a dormir ao relento

Sua cama,era frio pavimento

A sacola de pedinte,sua travesseira.

Companheiro do seu penoso caminhar

O cajado poisado a seu lado

Completava o quadro vivo,recordando

Duma vida,cansada de lutar

Seu combate,nesta vida,perdido

Dele fez,um ser vencido

Senti a dor,desse farrapo humano

Da triste existência que arrasta

E da vida que lentamente se afasta

Deste mundo egoísta e desumano

 

 

 

 

Dadores Benévolos De Sangue

15.03.07, maripossa

Dar sangue,é dar vida

A alguém

Sem olhar a quem.

Generosa acção cumprida!

Dar sangue,é dar vida.

Seu semelhante.

A morte,foi vencida!

Dar sangue,é dar vida

A pessoa carecida.

Tanta bondade,esta dádiva encerra!

É maravilhosa lição de amor,

Dar seu sangue para suavisar a dor,

Neste mundo onde há ódio,fome e guerra!

 

(justiça de Fafe,26-7-1984)