Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Se Os Poetas Dessem as Mãos

21.09.07, maripossa

Se os poetas dessem as mãos

E fechassem o Mundo

No grande abraço da Poesia,

Cairiam as grades das prisões

Que nos tolhem os passos,

Os arames farpados

Que nos rasgam os sonhos,

Os muros de silêncio,

As muralhas da cólera e do ódio,

As barreiras do medo,

E o Dia, como um pássaro liberto,

Desdobraria enfim as asas

Sobre a noite dos homens.

 

 

Se os Poetas dessem as mãos

E fechassem o Mundo

No grande abraço da Poesia

 

 

Este poema desta grande Poeta que foi

Fernanda de Castro

 

 

Eu dedicaria aos amigos que visitam este blog numa grande manifestação de amizade um abraço desta grande Poesia

O Segredo de Amar

19.09.07, maripossa

 

O segredo é amar.Amar a Vida

Com tudo o que há de bom e mau em nós

Amar a hora breve e apetecida,

Ouvir os sons em cada voz

E ver todos os céus em cada olhar.

 

 

Amar por mil razões e sem razão.

Amar, só por amar,

Com os nervos, o sangue, o coração.

Viver em cada instante a eternidade

E ver, na propia sombra, claridade.

 

O segredo é amar, mas amar com prazer,

Sem limites, fronteiras, horizonte.

Beber em cada fonte,

Florir em cada flor,

Nascer em cada ninho,

Sorver a terra inteira como o vinho.

 

Amar o ramo em flor que há-de nascer,

De cada obscura, tímida raiz.

Amar em cada pedra, em cada ser,

S. Francisco de Assis.

 

 

Amar o tronco, folha verde,

Amar cada alegria, cada mágoa,

Pois o beijo de amor jamais se perde

E cedo refloresce em pão, em água

Fernanda de Castro

70 Anos de Poesia

Bombeiros

17.09.07, maripossa
Este é o Trabalho dos Bombeiros nos fogos florestais, poucos deverão saber o que é realmente o risco, pois decorria o Ano entre 1992 e 1996 fiz sempre parte do grupo Brigada Hélitransportadas,pois do ar temos a noção do que realmente é pois de terra nos parece uma coisa, depois no local nos mostra o que realmente é o fogo, nos largam e depois a medida que o Hélio deita água vamos em linha de fogo apagando com o chamado "batedor" um cabo de madeira com fitas feitas de manga já inutilizada para levar água e vamos sempre batendo até apagar, depois o Helicóptero vai ao longo da serra fazendo o rescaldo, se não poder entrar viaturas para o local senão será feito pelo mesmo.

Passado o tempo deixei de fazer este serviço, pois vão querendo os mais novos por um lado por o outro hoje outras forças o fazem, tenho muita saudade do feito pela amizade criada em combate pela ajuda de muitos colegas doutras unidades, em defesa do ambiente e das serras, mesmo com grande sacrifício do corpo, voltava a fazer o mesmo com a mesma prontidão de abnegação e coragem com que o fiz sem medo do pior, pois tinha o meu anjo da guarda do meu lado.

Pois por este espírito de sacrifício de todos os colegas, bem ajam pela entreajuda dos Bombeiros de Portugal

Este é o Trabalho dos Bombeiros nos fogos florestais, poucos deverão saber o que é realmente o risco, pois decorria o Ano entre 1992 e 1996 fiz sempre parte do grupo Brigada Hélitransportadas,pois do ar temos a noção do que realmente é pois de terra nos parece uma coisa, depois no local nos mostra o que realmente é o fogo, nos largam e depois a medida que o Hélio deita água vamos em linha de fogo apagando com o chamado "batedor" um cabo de madeira com fitas feitas de manga já inutilizada para levar água e vamos sempre batendo até apagar, depois o Helicóptero vai ao longo da serra fazendo o rescaldo, se não poder entrar viaturas para o local senão será feito pelo mesmo.

Passado o tempo deixei de fazer este serviço, pois vão querendo os mais novos por um lado por o outro hoje outras forças o fazem, tenho muita saudade do feito pela amizade criada em combate pela ajuda de muitos colegas doutras unidades, em defesa do ambiente e das serras, mesmo com grande sacrifício do corpo, voltava a fazer o mesmo com a mesma prontidão de abnegação e coragem com que o fiz sem medo do pior, pois tinha o meu anjo da guarda do meu lado.

Pois por este espírito de sacrifício de todos os colegas, bem ajam pela entreajuda dos Bombeiros de Portugal

Este texto foi um pouco daquilo que aprendi ao longo da minha vida como voluntário.
Rabiscado por Agulheta




José Régio

17.09.07, maripossa


José Régio, pseudónimo de José Maria dos Reis Pereira, (Vila do Conde, 17 de Setembro de 1901 — Vila do Conde, 22 de Dezembro de 1969) foi um escritor português, que viveu grande parte da sua vida na cidade de Portalegre (de 1928 a 1967). É irmão de Júlio Maria dos Reis Pereira (pintor, poeta e engenheiro).

Fonte wikipédia

Nada melhor, que relembrar estes nossos poetas e seu nascimento, pois deles são a nossa historia as nossas letras e a nossa poesia, pois quem não lembra não tem História para contar! E muito menos poesia para ler e escrever, pois se os livros andam tão esquecidos de alguns, nunca será demais lembrar que ler ensina a ser gente e ser melhor, mais tolerante pois este poema deste Poeta aqui escrito tem uma grande mensagem de vida, do planeta que nos rodeia

 

Canção de primavera

 

Eu, dar flor, já não dou. Mas vós, ó flores,
Pois que Maio chegou,
Revesti-o de clâmides de cores!
Que eu, dar, flor, já não dou.

Eu, cantar, já não canto. Mas vós, aves,
Acordai desse azul, calado há tanto,
As infinitas naves!
Que eu, cantar, já não canto.

Eu, invernos e outonos recalcados
Regelaram meu ser neste arrepio...
Aquece tu, ó sol, jardins e prados!
Que eu, é de mim o frio.

Eu, Maio, já não tenho. Mas tu, Maio,
Vem com tua paixão,
Prostrar a terra em cálido desmaio!
Que eu, ter Maio, já não.

Que eu, dar flor, já não dou; cantar, não canto;
Ter sol, não tenho; e amar...
Mas, se não amo,
Como é que, Maio em flor, te chamo tanto,
E não por mim assim te chamo?

José Régio

 


Revolta

15.09.07, maripossa
id="BLOGGER_PHOTO_ID_5110550843897897714" />
Este post hoje escrito tem algum significado, quer pela minha maneira frontal de falar como de pensamento, pois se eu vivo num País democrático tenho direito a minha opinião.
Que ninguém tem dúvidas que a saúde em Portugal está na hora da morte não há duvidas, estamos certamente de acordo que muitos doentes andam de ambulância de trás para a frente se calhar não há dúvidas, que se mandam doentes embora do Hospital para casa quando os mesmos ainda necessitam de ajuda, estamos de acordo, que muitos são pessoas de idade os mandam embora de madrugada para longe quando os mesmos ainda precisam de carinho e cama, agora a Brigada de Transito começar a implicar com as Ambulâncias aí já é outra história.Pois eu não estou a inventar nada foi noticia em muitos orgãos de comunicação, que uma "Ambulância Privada" de Arcos de Valdevez transportavam dois doentes urgentes, para Ponte de Lima quando foram mandados parar pela Brigada de Transito por levar os sinais de luzes ligados,ora por ser privada a viatura não quer dizer que os mesmos não tivessem com urgência se calhar não era ninguém da família dos Srs agentes? Se fosse a gente sabe como é! o melhor será deixar de existir sinais de luzes e sirene,nos carros de Bombeiros e nas Ambulâncias privadas,e tudo é uma beleza,assim não se incomoda ninguém tudo ao molho e fé em Deus, pois assim os doentes morrem mais depressa, e não se tem de dar reforma, estas situações me deixam de cabelos de pé, pois estes ditos agentes se calhar nunca tiveram alguém a morrer dentro de um carro de Bombeiros ou doutro neste "caso", talvez dessem valor pelo sacrifício que se faz para chegar com feridos e doentes graves aos Hospitais, se fosse agiam doutra forma. Quando os marginais entram em sentido contrário nas Auto Estradas,e as grandes máquinas que circulam a 200 a hora se calhar os mesmos militares não é nada com eles, mas agora um Carro de Urgência não era de Socorro era só uma ABTD" Ambulância de Transporte de Doentes,e se os mesmos se sentirem pior nas Ambulâncias vamos deixar morrer,para cumprir a regra de não ligar as "Luzes"chamadas pirilampo, pois eu se visse que o caso era grave,tinham de me levar presa era isso"PRESA"e ainda foram ao hospital para ver se era Urgente,olha coitado do sr tenho pena da família, deste Homem de 54 anos,não era velho! mas coitado dele morreu...Para os Bombeiros e mesmo privados,aquilo que lhe é destinado é doentes, os feridos ... As devidas entidades não vê, temos o País a dormir só se vê o que não se quer.
Já passei horas agarrada ao volante de uma Ambulância horas dramáticas, com vidas por um fio,onde se conta os minutos e segundos,estas coisas mesmo para quem não veste uma farda,deve-se respeito pelas vidas que se leva dentro, sei dar o valor pois o lema é vida por vida, a família fica a espera do regresso!se regressar, e agora nos aparece estes senhores a tentar denegrir a boa imagem das pessoas sejam Privados ou Bombeiros,os carros tem luzes Rotativas e Sirene é para ligar,quando é necessário senão tirem-nas fora.As pessoas que lidam com a saúde dos doentes é que sabem, com estas condutas da policia, é que não vamos a lado nenhum, para piorar o doente morre logo depois da chegada ao Hospital, pelas noticias se perdeu 20 minutos com estes militares zelosos do dever! Mas os bandidos continuam a solta é ir apanha-los… Mas como anda tudo de pernas para o ar o melhor é ter juízo na cabeça.
Este texto é de um Motorista com dignidade que durante vinte e cinco anos teve o dever comprido e sempre pautou pela sua imagem de Bombeiro

AMIGOS

14.09.07, maripossa

O que é a amizade para mim carinho, ombro, emoção de sentimentos e partilha

Nada de invejas, humildade acima de tudo, fraternidade de um convívio salutar e de igualdade, aquela coisa de dizer é melhor do que o outro, não todos remando para o mesmo lado, isso é amizade sempre me pautei por esta lição ao longo da minha vida profissional, nunca saltei por cima de quem quer que seja, nas horas de aflição sempre ajudei no que foi preciso, nunca fiquei sozinha os amigos e o meu anjo da guarda, esteve sempre comigo.

Por tudo isto dou graças a Deus por as amizades que criei ao longo da minha vida e criarei. Por esta razão quero nestas simples palavras vos dar um abraço de amizade a todos que visitam este blog, e desejar um bom fim semana fiquem bem sejam felizes a vossa maneira.

maripossa

Natália Correia

13.09.07, maripossa

Natália de Oliveira Correia (Fajã de Baixo, São Miguel, 13 de Setembro de 1923 — Lisboa, 16 de Março de 1993) foi uma intelectual e activista social de origem açoriana, autora de extensa e variada obra publicada, com predominância para a poesia. Deputada à Assembleia da República (1980-1991), interveio politicamente ao nível da cultura e do património, na defesa dos direitos humanos e dos direitos das mulheres. Autora da letra do Hino dos Açores.

A obra de Natália Correia estende-se por géneros variados, desde a poesia ao romance, teatro e ensaio. Colaborou com frequência em diversas publicações portuguesas e estrangeiras. Foi uma figura central das tertúlias que reuniam em Lisboa nomes centrais da cultura e da literatura portuguesas nas décadas de 1950 e 1960. Ficou conhecida pela sua personalidade livre de convenções sociais, vigorosa e polémica, que se reflecte na sua escrita. A sua obra está traduzida em várias línguas.

Mãos feridas na porta
dum silêncio 
 

Fonte Wikipédia


Vida que às costas me levas
porque não dás um corpo às tuas trevas?

Porque não dás um som àquela voz
que quer rasgar o teu silêncio em nós?

Porque não dás à pálpebra que pede
aquele olhar que em ti se perde?

Porque não dás vestidos à nudez
que só tu vês?


 

11 de Setembro 2001

11.09.07, maripossa
id="BLOGGER_PHOTO_ID_5109082221756685986" />
Em Setembro de 2001 estando eu no meu posto de trabalho,que por sinal sendo ele de protecção civil,deparo em primeiro plano com o atentado ao WTC " Torres Gémeas" só posso dizer que o meu sangue parece que parou nesse momento,o coração saltou de dentro do peito pela tamanha comoção do momento,de tanta barbaridade sobre este atentado,para falar verdade o povo Americano não tem culpa pois sofreram na carne e na alma de perder os seus ante queridos... De ter um líder teimoso é outra história,que só pensa em guerra evadir países ,mas tem petróleo,primeiro se vende as armas e depois declara-se guerra,visto isto durante estes anos é assim que se passa,senão vejamos como é com o Iraque.
Para que não volte acontecer mais atentados desta natureza deixem os Povos pensar de sua cabeça,neste dia direi jamais outro dia igual na História da Humanidade

Rabiscado por agulheta

11 de Setembro de 2001

11.09.07, maripossa

 

 

As perdas humanas nos ataques de 11 de Setembro de 2001 foram elevadas: 265 nos aviões; pelo menos 2602 pessoas, incluindo 242 bombeiros, no World Trade Center e 125 no Pentágono. 3234 Pessoas faleceram. Além das Torres Gémeas de 110 andares do World Trade Center, 5 outras construções nas proximidades do World Trade Center e 4 estações subterrâneas de metrô foram destruídas ou seriamente danificadas. No total, foram 25 prédios danificados em Manhattan. Em Arlington, uma parte do Pentágono foi seriamente danificada pelo fogo e outra parte acabou desmoronando.

 

Fonte wikipédia

 

Para continuar com este pequeno texto recolihido, só queria dizer algumas pequenas e grandes coisas, foi um ódio que se foi acumulando ao longo dos tempos, pela maneira fria, de um Presidente dos Estados Unidos resolver pela força os problemas político-sociais pelos próprios senão vejamos o que está acontecer no Iraque, que venham embora ninguém os mandou lá ir, depois o Povo Americano que não tem culpa, paga o justo pelo pecador, por isto tudo o Mundo está a mudar lentamente, temos de ver em frente, muito acontece rápido sem termos tempo de dizer aí. Onde andamos é uma teia que de repente fura e adeus. Se enchergar podem ver, só basta estar atentos, ainda hoje no telejornal, vimos no Brasil” crianças numa lixeira apanhar restos para comer, como podem seres humanos viverem desta maneira, enquanto outros estragam desalmadamente, se forem pessoas resignadas podem conseguir ultrapassar, senão pegam em armas e começam a matar, aqueles que tanto mal praticam, esta é a lei da sobrevivência.

Pois se quisermos viver felizes não devemos humilhar, para não ser humilhado temos de dar para receber em troca, só assim fazemos justiça digna do ser humano.

 

Este Bombeiro olha em sua volta e vê destroços o que era as Torres Gémeas,nada mais existe

 

Este dia 11 de Setembro de 2001 jamais ficara esquecido nos meus olhos e coração pelas perdas de vidas humanas que não tinham culpa estava a trabalhar e de momento parecia outra coisa! e não era um ataque terrorista fiquei parada de espanto,sem falar  mesmos estando habituada a muitas coisas terrivéis de ver, esta foi uma que jamais esquecerei. Deixem os Povos de ser felizes a sua maneira, e muitas outras coisas que depois a seguir se vem amontoando a estas, guerras e ataques terroristas dizem, mas os Estados Unidos e outros vendem as armas, que se matem os que as mandam para os países de miséria,para fumentar a guerras e depois de o rastilho pegar fogo,ai vão os salvadores,estamos aqui para proteger,o quê pergunto violência.