Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Amizade

08.11.07, maripossa

Este blog recebeu este lindo prémio, ou (miminho) da amiga o Cantinho_da_Florinda o qual eu muito agradeço a oferta, depois de tal terei que nomear dez! certamente vai ser o mais difícil, pois tenho muitos amigos eles me terão de perdoar se não nomear, mas terá de ser

Agora é que vão ser elas então cá vai,para os outros todos as minhas desculpas,pois esta amiga estará sempre neste cantinho para partilhar aquilo que sei fazer e construir AMIZADE

 

chicailheu

topazio1950

cindafrica

sophiamar

meugirasol

estrelademim

forum-cidadania

secreta

haflordapel

Floresta de Lórien

 

 

000xt5xh

Inscrição para uma Lareira

07.11.07, maripossa
id="BLOGGER_PHOTO_ID_5130164637925194866" />
Para amenizar um pouco,pois como se fala muito de Bombeiros e muitos não gostarão,podem dizer que chatice! como gosto muito de poesia,pois um Bombeiro pode ser um bom poeta,um apaixonado pela vida e pelas coisas aqui hoje vai uma poesia de um poeta brasileiro que gosto bastante

INSCRIÇÃO PARA UMA LAREIRA

A vida é um incêndio: nela
dançamos, salamandras mágicas
Que importa restarem cinzas
se a chama foi bela e alta?
Em meio aos toros que desabam,
cantemos a canção das chamas!

Cantemos a canção da vida,
na própria luz consumida...
Mário Quintana

Pobre Floresta

07.11.07, maripossa
id="BLOGGER_PHOTO_ID_5130163181931281506" />
Estando mais um pouco descansada,penso como a vida é difícil de tudo que nos rodeia,do que são capazes as pessoas de fazer para prejudicar os outros.
Esta noite aí foi mais uma,de alerta pois ainda estava a jantar já ela tocava a dobrar "sirene" mais um incêndio,desta vez junto a uma habitação pois o fogo estava alastrar vindo do mato,ardeu bastante se pediu reforços ardeu um aprende,o que poderia ter sido uma casa e assim é esta desgraça,pois ninguém vê o que não quer ver,pois um madeireiro tinha cortado as árvores e deixado os "restos"as folhosas ou seja aquilo que não interessa,deveriam obrigar a fazer a limpeza completa... mas não chega-se lume a gente não vê,depois se chama os Bombeiros,pois como as pessoas não tem cidadania,toca a fazer o que não devem
Depois se anda até madrugada alta,sem comer e sem dormir hoje os ossos doem muitas pessoas,deviam lá andar a ver o que é bom,o lume debaixo das botas,correr pelo monte abaixo,estica manga,enrolar e tornar a esticar meter viaturas sabe Deus a onde o frio o vento que era tanto que metia medo... Vida de bombeiro é complicado cada vez mais,não se apanha quem chega?... Livra.
Rabiscado por Agulheta

O Dia de Sophia

06.11.07, maripossa

Sophia de Mello Breyner Andresen (Porto, 6 de Novembro de 1919 — Lisboa, 2 de Julho de 2004) foi uma das mais importantes poetisas portuguesas do século XX.

Distinguida com o Prémio Camões em 1999, tornou-se a primeira mulher portuguesa a receber o mais importante galardão literário da língua portuguesa. Membro da Academia das Ciências de Lisboa.

Frequentou Filologia Clássica na Universidade de Lisboa, mas não chegou a terminar o curso. Casou-se, em 1946, com o jornalista, politico e advogado Francisco Sousa Tavares e mãe de cinco filhos: uma missionária laica, uma professora universitária de Letras, um advogado e jornalista de renome (Miguel Sousa Tavares), um pintor e ceramista e mais uma filha que herdou o nome da mãe. Os filhos motivaram-na a escrever contos infantis.

Tem origem dinamarquesa pelo lado paterno:o seu avô Jan Henrik Andresen desembarcou um dia no Porto e nunca mais abandonou esta região, tendo o seu filho João Henrique comprado, por volta de 1890, a quinta do Campo Alegre. Como afirmou em entrevista "Sophia e a Palavra", in revista Noesis, n.º26, 1993, essa quinta "foi um território fabuloso com uma grande e rica família servida por uma criadagem numerosa".

Criada na velha aristocracia portuguesa, educada nos valores tradicionais da moral cristã, dirigente de movimentos universitários católicos, veio a tornar-se uma das figuras mais representativas de uma atitude política liberal, denunciando os falsos critérios do regime salazarista e os seus seguidores mais radicais. Em 1975, foi eleita para a Assembleia Constituinte pelo círculo do Porto numa lista do Partido Socialista, enquanto o seu marido navegava rumo ao Partido Social Democrata.

Distinguiu-se também como contista (Contos Exemplares) e autora de livros infantis (A Menina do Mar, O Cavaleiro da Dinamarca, A Floresta, O Rapaz de Bronze, A Fada Oriana, etc.).

Foi também tradutora de Dante Alighieri e de Shakespeare.

Em 1964 recebeu o Grande Prémio de Poesia pela Sociedade Portuguesa de Escritores pelo seu livro Livro sexto. Foi distinguida com o Prémio Camões em 1999 e com o Prémio Rainha Sofia em 2003.

Sophia de Mello Breyner morreu aos 84 anos no dia 2 de Julho de 2004 no Hospital da Cruz Vermelha.

 Fonte wikipédia

A Criança na Rua

05.11.07, maripossa

A idade de risco máximo de atropelamento infantil situa-se entre os 3 e os 6 anos, quando as crianças ainda têm pouca consciência do perigo e se distraem com facilidade. Por isso, na rua todas as crianças pequenas,sem excepção,devem caminhar de mão dada com um adulto,sempre do lado interior do passeio.
Não interessa se protesta ou se assegurar que terá muito cuidado:em qualquer momento pode distrair-se ou algo lhe chamar atenção no outro passeio e não hesitará em atravessar a estrada sem olhar para os lados,inconsciente do perigo.
Também são relativamente frequentes os atropelamentos de crianças entre os 6 e os 9 anos,sobretudo à hora de entrada e saída da escola.
Por isso torna-se muito importante que neste tipo de situações,nas quais a aglomeração e a excitação do encontro com os companheiros são fonte de distracção,as crianças sejam sempre controladas pelos adultos. Mesmo assim,os condutores devem ter em conta o perigo e respeitar escrupulosamente os sinais de transito existentes junto das escolas.
Pois devem lembrar que o melhor do mundo são as crianças devemos cuidar e amar,aqueles que serão os homens do amanhã


Rabiscado por Agulheta

Falar

05.11.07, maripossa

Hoje me deu para falar um pouco, se calhar de nada mas falar é importante para todo o ser Humano, muitas vezes basta uma palavra, para algo mudar ser compreensivo para com a sociedade, pois nem todos podem ter sorte na vida, um Amor uma família um trabalho, e saúde isso tão fundamental, que muitos se esquecem dela, pois sem a mesma nada pode correr bem! as coisas que falei antes tudo depende da saúde.

Estes dias não tem dado para fazer grande coisa no blog, pois há que ajudar, as pessoas quando tem necessidade de ajuda, quando a vida deles periga por algum motivo... pois foi o que fiz estes dias, me sinto bem comigo e com os amigos e sociedade!.. Eu sei que se calhar muitos não merecem, mas vamos fazer o quê fazer revolta? Não mil vezes não vamos á luta, para isso estamos aqui presentes, como é bom acordar ou outro dia e dizer estou feliz e realizada, com mais uma missão, ouvir o cantar dos pássaros, sentir o cheiro da relva fresca, outras coisas que a vida tem de bom!  pois é muito lindo, bem hajas Deus pela natureza, por tudo obrigado

 

Lisa

 

 

Destruição da Floresta

04.11.07, maripossa
id="BLOGGER_PHOTO_ID_5129057197787790370" />
Como anda este país,com tanta prevenção como dizem,mas a dita prevenção vai ser para o ano e agora!Pois se o tempo pregou uma finta,pois continua o calor para a ocasião,e assim vão continuar a arder os parques naturais, aquilo a que chamo um pedaço de nós! Que são as nossas Florestas a sua beleza,hoje por aqui está mais calmo mas já ardeu de tarde,já se lá andou e sabem o que nos dizem,que eu nem quero acreditar que seja " os caçadores" eu pergunto porquê? custa a ouvir estas coisas,mas ficara sempre um mas?...Para verem que falo em Parques Naturais vai em anexo uma noticia da Luso

Rabiscado por Agulheta


Lisboa, 04 Nov (Lusa) - Seis incêndios permaneciam por circunscrever às 15:45, quatro dos quais em parques naturais, segundo dados disponibilizado na página oficial da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC).

Dois incêndios ocorrem em áreas do Parque Natural de Montesinho, um no Parque Natural da Peneda-Gerês e outro no Parque Natural da Serra da Estrela (Guarda).

No dia de sábado, a ANPC registou 302 incêndios florestais, número-recorde pelo menos desde 10 de Setembro.

Também às 15:45 estavam dados como circunscritos incêndios em Arcos de Valdevez (dois) e em Vinhais.

JGJ.

Lusa/fim

Fogos de Novembro!!!!

02.11.07, maripossa

Estamos em Novembro o tempo está quente, toca a fazer o quê! queimar o que ainda resta verde! É esta a cabeça de quem se limita a chegar lume, aquilo que temos de mais belo, o verde dos espaços das árvores, dos animais que nela habitam, para não falar da falta de ar as populações, muitas vezes dos que sofrem com asma, este é um dos males maiores, pois esta gente desumana que não se respeita a si nem aos outros! Se este país tivesse juízes que soubessem meter esta gente nas grades, e deixa-los lá estar faziam um grande favor a sociedade, mas não? Aí andam, todos contentes a ver o panorama, ver arder se calhar se sentem realizados e felizes, coitados! Pobres de espírito, são o que são.
Ontem, esta madrugada e durante este dia de hoje, a sirene não dá descanso aos Bombeiros, hora para um lado hora para outro, onde está a vegia, quando ela devia ter continuado enquanto estivesse o tempo como está! Por falar e a prevenção com os militares da G. N. R. estão bem instalados se calhar a descansar” se não fossem os Bombeiros Voluntários (friso) Voluntários que ou outro dia ou durante tem o seu trabalho e o patrão diz, se não fazes nada vais para a rua); ele coitado que gosta da farda que veste lá vai, trabalhar sem descansar, muitas vezes sem dormir, assim vai este país, que dá muito a uns e muito pouco, ou nada a outros.
Da minha parte vou fazendo o que posso, nunca fugi a desafios enfrentar as coisas pelos nomes, mas chega a pontos? Que dá uma vontade forte de dizer chega de paleios, que venham os senhores que estão confortáveis, nas suas poltronas a ver passar a banda… venham para o terreno ver como é, depois digam alguma coisa.
De quarta para quinta foi de uma freguesia a outra, toda a noite até as seis da manhã, ontem foi como foi e hoje vai pelo mesmo.
Esta situação revolta,qualquer um que fará quem farda veste,mas quem principalmente,tem de aguentar esta desgraça de cara "alegre"enquanto outros reinam com a situação,mas pelo que vejo,nem só por aqui há incendiarios, mas sim por todo o lado um pouco. Agora amigos vou descansar pois este esqueleto já leva muitas horas de trabalho em prol,de uma sociedade que pouco ou nada faz pelos seus BOMBEIROS.

Rabiscado por Agulheta

Bons Amigos

02.11.07, maripossa

Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir.
Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende.
Amigo a gente sente!

Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar.
Porque amigo não se cala, não questiona, nem se rende.
Amigo a gente entende!

Benditos os que guardam amigos, os que entregam o ombro para chorar.
Porque amigo sofre e chora.
Amigo não tem hora para consolar!

Benditos sejam os amigos que acreditam na tua verdade ou te apontam a realidade.
Porque amigo é a direção.
Amigo é a base quando falta o chão!

Benditos sejam todos os amigos de raízes, verdadeiros.
Porque amigos são herdeiros da real sagacidade.
Ter amigos é a melhor cumplicidade!

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho,
Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!


Machado de Assis

 

 

Pequeno texto dedicado a todos os amigos,que visitam ou não, que este blog, com desejos de um bom fim semana, sorridente em paz harmonia e amor, pois só este dá alento a vida, por ele somos capaz de grandes lutas...por isso amigos sejam felizes a vossa maneira

maripossa

Pág. 4/4