Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Amarras

20.02.08, maripossa
id="BLOGGER_PHOTO_ID_5169179019216803298" />
Solta as ideias, amarras, raízes que teu coração tem. Não deixes morrer os sentidos a tua esperança, mesmo pequena, luta pela verdade segue o caminho... nunca te amedrontres, com coisas que não tem importância.
Estende tua mão de carinho, de amor e um pouco de ti, agarra em teus braços como se fosse um leme de um belo barco de esperança e fraternidade e, faz deste mar... um coração livre de preconceitos de verdade e amizade teu irmão precisa de ti companheiro, senão vê como sofre as injustiças e dramas, que alguns lhe impõe a sua sorte, só tu podes vencer este medo de luta... mas vence mesmo que seja um rochedo! Bate nele fortemente, como se uma onda te leva-se, mas luta contra sempre, pela paz a igualdade e oportunidade; só assim serás pessoa de verdade

Rabiscado por Agulheta

Pesca Predatória

18.02.08, maripossa
id="BLOGGER_PHOTO_ID_5168479162885854642" />
Muitos ecologistas marinhos acreditam que a maior ameaça aos ecossistemas marinhos nos dias de hoje seja a pesca em excesso. Nosso apetite por peixe está excedendo os limites ecológicos dos oceanos, com impactos devastadores em muitos ecossistemas. Os cientistas advertem que o excesso de pesca resulta em profundas alterações nos oceanos, mudando-os talvez para sempre. Sem mencionar nossa refeição de cada dia - no futuro, um prato de sardinhas poderá ser considerado uma iguaria cara e rara.

Mais freqüentemente do se imagina, a indústria da pesca ganha acesso a grupos de peixes antes que o impacto da pesca seja estimado. De qualquer modo, os regulamentos da indústria de pesca são tremendamente inadequados.

A realidade da pesca moderna é que a indústria é dominada por frotas de pesqueiros que não dão chance à natureza de repor as espécies. Navios gigantescos usando sonares de busca de última geração podem apontar com precisão cardumes de peixes. Os navios são equipados para que funcionem como verdadeiras fábricas flutuantes – incluindo linhas de produção, processamento e embalagem de peixes, imensos sistemas de refrigeração e motores poderosos para arrastar equipamentos pesados através do oceano. Ou seja: o peixe não tem chance.

Greenpeace


Rabiscado por Agulheta

Enesperado Encontro

18.02.08, maripossa

Ele estava sentado num ramo caído.

Era magro, grisalho, e segurava um raminho com que ia desenhando enigmáticos sinais no chão.

Parecia absorvido no meio cinzento, uniforme, em que o englobavam a terra e o céu.

O colete era castanho. A camisa verde azeitona. As calças estavam rotas, manchadas, queimadas nas bainhas.

Os dedos dos pés saíam da biqueira das botas.

Eu viera caminhando ao acaso pelo campo, deixando o caminho pedregoso que me balançava os ossos a cada passo.

Cansava a monotonia daquela cor única, tom sobre tom de cinza, até onde a vista alcançava.

Quando dera com a pequena figura, estava já tão perto dela que me sobressaltei, por inesperada e porque por pouco a não pisei.

Mas ele nem pestanejou. Continuou desenhando no chão com a ponta do galho.

Discerni estrelas e folhas entre sinalefas.

Um respeito enorme me invadiu.

Queria meter conversa, perguntar-lhe quem era, o que fazia… mas sentia um nó na garganta.

Magoava-me porém a sua absoluta indiferença.

Jamais imaginara que fossem reais e não lendas; que existissem em terras do sul, pois tudo o que lera sobre eles se passava em setentrionais lugares, de abetos, aceres, veados de galhadas descomunais disputando os seus haréns sobre tapetes fofos de folhas carmim e ouro, verdes relvas, riachos cantantes que em breve seriam fitas de gelo.

No entanto, ali estava, bem vivo, o gnomo.

Devagarinho, porque as pernas me doíam, fui-me agachando, sem ruído. Fiquei a observá-lo e aos desenhos que fazia. Envolveu-os num círculo, de forma brusca, levantado poeira e cinza.

Então fitou-me com penetrantes olhos azuis.

- Tardará muito até que tudo volte a ser como antes, disse.

Eu assenti com a cabeça.

- As sementes perderam o alimento que continham. Só as que jazem muito fundo se salvaram, mas a água custará a chegar-lhes, agora mais do que nunca.

- A primeira chuva não penetrará a terra, disse eu.

- Pois não! Escorrerá pela encosta como sobre gabardina. A crosta de cinza é muito espessa.

- E não há nada que a retenha…

- Isso mesmo!

- O rio no fundo do vale secou, ficará tão feliz quando sentir humedecer-se o leito!

- A princípio, sim. E cantará muito alegre, fazendo rolar os seixos. Ficará à escuta do eco… mas não soará eco algum neste deserto!

- Ele precisa beber muito, está sedento!

- Mas não poderá conter toda a água que escorrer. Sufocará.

- E os ovos dos peixes e das rãs, onde estão?

- Debaixo das pedras maiores, em ninhos de musgo… mas poucos sobreviverão.

- Reparei nos teus desenhos, disse eu, mudando de assunto.

- Ah, reparaste?!

- Sim. Mas só entendi alguns.

- Isso é bom. Costumo deixá-los mas as pessoas recusam vê-los.

- Porquê?

- Porque têm medo. É mais cómodo não perceber. A pureza encontra-se no limiar da vida.

- Não compreendo bem o que queres dizer.

- Repara: As estrelas são luz, as folhas são espelhos. Tocam-se e o milagre acontece. Tudo morre e tudo volta a viver. A morte mete medo às pessoas que só vêem o lado negro das coisas. Esquecem que nada é eterno, e que o limiar da existência é o nosso ponto de encontro.

Levantou-se e, sem me dizer adeus, afastou-se em passo firme, até quase se fundir no horizonte.

Ainda lhe gritei:

- Porque deixas os desenhos no chão?

- Para que os astros se condoam.

Maria Petronilho


 

O meu Jardim de Amigo

16.02.08, maripossa

Como devem ter notado,eu que gosto de fazer posts sobre diversas coisas,entre as quasi escrever as palavras que ficam no coração da amizade,pois para além de ter tido o problema no ombro,derivado a queda,ainda me custa fazer algum esforço durante muito tempo,vou fazendo um pouco de cada vez,mas na 5º feira faleceu um cunhado meu e ontem não deu para andar por o espaço, hoje com as ideias mais no lugar,aqui estou para conversar de coisas como seja os amigos e amizade,aqui vai este pequeno texto de amigo.

                                O Meu Jardim

O meu jardim,pode ter um quê de esperança,que se chama amizade! Pois é este norte que faz dos homens pessoas de bem,os amigos respeitamos e dizemos aquilo que o coração pensa. Pois deste e leal afecto nasce esta família amizade,nasce os frutos... ou flores com folhas lindas,aquelas que permanecem verdes e cheias de esperança,fraternidade e carinho,a essas devemos cuidar e tratar com cuidado e estima,a outras que caiem ao chão... varremos as mesmas e servirão para uma coisa qualquer... mas se calhar! para fazer de cama,para quem corre e passa calcando, nunca para aquele jardim bonito e floridos de lindas folhas,que se chama amizade.
Aqueles que conhecemos,são um pequeno botão,comecamos a olhar para ele com olhos de carinho e ve-lo crescer e ficar uma bela flor,a estes são os dignados amigos do peito e coração,nos dão o alento necessário para seguir em frente,mesmo com o coração perdido e carente,está lá a palavra... eu não sou teu amigo? então estou aqui.

A Vida

15.02.08, maripossa
id="BLOGGER_PHOTO_ID_5167333832546964898" />
Muitos de nós pensamos! que tudo é eterno,mas não a vida é feita de aventuras desilusões e desventuras,poderia-mos pensar um pouco mais nos outros,dizer que a vida seria melhor mais fraterna e mais pura,pois num simples estalar de dedos,tudo se esfuma a nossa volta,nada mais sobra,vamos dar valor a pequenas coisas,como a frase a seguir,ele terá razão para esta frase.

Frase

A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos.
Charles Chaplin

S. Valentim

14.02.08, maripossa

Será que haverá dia para amar! não, pois todos eles devem ser vividos, cada um a sua maneira, mas nunca deixar de perder a chama que é o amor, pois ele tem respeito atenção carinho   e amizade sobretudo, todas estas coisas eu chamo de um bom relacionamento de amor, pois o amor é difícil e verdade, mas sempre ouvi dizer quem ama padece ) não será bem o termo, mas aquela palavra de carinho na hora certa com olhos nos olhos, dizer como te amo, tens alguns defeitos... todos temos, nunca ninguém é perfeito uns por uma coisa outros por outra.
Os anos passaram já foram alguns, mas ainda hoje faço uma lembrança para este dia, porque não um jantar mais carinhoso e com mais atenção ao dia, e sempre vejo entrar pela porta dentro um belo ramo de rosas vermelhas mesmo a meu gosto.
assim será o dia dos namorados, ou de S. Valentim , como a uns anos foi instituído no nosso pais que nos leva a pensar, ser mais comercial, que amoroso, pois o dia do amor verdadeiro é sempre mesmo com cabelos brancos ele será..que bonito é amar e ser amado

Maripossa

Meme de S. Valentim

14.02.08, maripossa
id="BLOGGER_PHOTO_ID_5166895453824996722" />
A amiga Maria,do blog (ocheirodailha)me fez um desafio que seria o meme de S. Valentim: Que seria depois de o receber passaria a dez,sendo que o meme deverá terminar amanhã, dia 14, à meia noite.


Mas hoje não vai ser possivél isto,pois faleceu uma pessoa de família,peço desculpa mas fica a intenção deste meme,para todos um bom dia de S. Valentim com beijinho de amizade se amem muito pois pelo amor vale tudo

Rabiscado por Agulheta

Amor não se Implora

11.02.08, maripossa

Amor não se implora, não se pede não se espera...
Amor se vive ou não.
Ciúmes é um sentimento inútil. Não torna ninguém fiel a você.
Animais são anjos disfarçados, mandados à terra por Deus para
mostrar ao homem o que é fidelidade.
Crianças aprendem com aquilo que você faz, não com o que você diz.
As pessoas que falam dos outros pra você, vão falar de você para os outros.
Perdoar e esquecer nos torna mais jovens.
Água é um santo remédio.
Deus inventou o choro para o homem não explodir.
Ausência de regras é uma regra que depende do bom senso.
Não existe comida ruim, existe comida mal temperada.
A criatividade caminha junto com a falta de grana.
Ser autêntico é a melhor e única forma de agradar.
Amigos de verdade nunca te abandonam.
O carinho é a melhor arma contra o ódio.
As diferenças tornam a vida mais bonita e colorida.
Há poesia em toda a criação divina.
Deus é o maior poeta de todos os tempos.
A música é a sobremesa da vida.
Acreditar, não faz de ninguém um tolo. Tolo é quem mente.
Filhos são presentes raros.
De tudo, o que fica é o seu nome e as lembranças a cerca de suas ações.
Obrigada, desculpa, por favor, são palavras mágicas, chaves que
abrem portas para uma vida melhor
O amor... Ah, o amor...
O amor quebra barreiras, une facções,
destrói preconceitos,
cura doenças...
Não há vida decente sem amor!
E é certo, quem ama, é muito amado.
E vive a vida mais alegremente...

Artur da Tavola


Amizade

11.02.08, maripossa
id="BLOGGER_PHOTO_ID_5165794997304415538" />
Como os comentários feitos, nestes blogs não entram directos e só depois de fazer a visita aos mesmos,como nestes comentários aqui deixados,são amigas que adoro de fazer visita regularmente,e muitas tem muito em comum comigo, aqui vou deixar um miminho para elas,cheguei a pouco do meu tratamento e aqui estou a falar um pouco com vós
Como são senhoras todas!!! só posso dizer e oferecer flores de amizade Lisa

Eu sou Assim... e Tu

10.02.08, maripossa
id="BLOGGER_PHOTO_ID_5165475194039555330" />
Desafio de uma querida amiga…que muito gosto, a Carminda http://forum-cidadania.blogspot.com/ e da Maria http://ocheirodailha.blogspot.com/


Será um pouco para falar de mim, pois como para falar de nós só os outros o poderão dizer, mas vou tentar descrever como é e sou.

1º Nasci na Maternidade de Júlio Dinis na cidade do Porto, onde cresci e morei na zona de Arca de Agua, adoro a minha cidade mas não moro lá pois casei e vim para Fafe terra minhota bonita e hospitaleira,gosto de vestir prática,jeanes de preferência e t-shirt

2º Sou amiga do meu amigo, não suportando traição de gente sem escrúpulos, gosto das pessoas transparentes e francas, simples e sinceras. Não gosto de pessoas pela frente umas, nas costas outras, como boa Sagitário que sou, signo fogo, quando me zango vai tudo a frente, para quando o fogo acalmar o coração, dá tudo partilha e ajuda

3º Sou a filha mais velha, de quatro irmãos onde sempre ajudei a minha mãe, que era muito doente, vi minha mãe sofrer numa altura, em que tinha sete anos e vi entrar pela porta dentro a PIDE) para levar preso o meu pai, jurei para mim mesmo, que jamais alguém deitaria o jugo em cima de mim, pois o País que eu idealizei para este povo! O meu, não seria este que nos destinaram, o pobre cada vez é mais pobre

4º Sou uma aficionada pela dança, pratico danças de salão social e não de competição, gosto de ler escrever as palavras, que muitas vezes ficam na garganta e pensamento, ver um bom filme que me toque o coração, gosto de pesca desportiva onde pratico junto com o marido sempre que dá, tudo que pescamos oferecemos a quem quer, e gosta

5º Sou bombeira voluntária há 25 anos, tendo boas e más recordações, de ver gente sofrida, com muita dor, destruição pelo fogo, onde as palavras ficam entaladas na garganta para fugir para um canto na altura e chorar muito, vi colegas a partir e lutar por uma boa causa, onde muitos tudo fazem para destruir aos poucos

6º A família é meu regresso sempre acolhedor, em todas as horas eles estão e tiveram comigo, onde me aninho em seu regaço, a minha grande paixão o marido e filhos. Nas lides de casa não gosto de limpar o pó, os vidros mas tenho de fazer, gosto de cozinhar e dizem os meus e amigos que gostam dos cozinhados

7º Ajudar sempre enquanto eu poder, pois sempre que a sirene toca seja a que horas for lá vai esta mulher a correr, pelas escadas abaixo e entra no quartel a cem a hora esta a minha vida, adoro ser bombeira por paixão e coração.
Assim sou eu, sempre a teimar e nunca desistir

Agora para estes amigos passo a palavra
Papoila
Salomé
Chicahilheu
Cindamoledo
simplesmentemanuela
Amigonas
Fernanda