Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Ontem à Noite

14.07.08, maripossa
id="BLOGGER_PHOTO_ID_5222980050364806610" />


Ontem à noite, depois da sua partida definitiva, fui para aquela sala do rés-do-chão que dá para o parque, fui para ali onde fico sempre no mês de junho, esse mês que inaugura o Inverno. Tinha varrido a casa, tinha limpo tudo como se fosse antes do meu funeral. Estava tudo depurado de vida, isento, vazio de sinais, e depois disse para comigo: vou começar a escrever para me curar da mentira de um amor que acaba. Tinha lavado as minhas coisas, quatro coisas, estava tudo limpo, o meu corpo, o meu cabelo, a minha roupa, e também aquilo que encerrava o todo, o corpo e a roupa, estes quartos, esta casa, este parque. E depois comecei a escrever...


Marguerite Duras

Nossa Senhora de Antime

14.07.08, maripossa

Ao longo de algum tempo que assisto a estas festas, embora de ano para ano seja mais repetitivo as ofertas, ou se calhar, nós é que temos mais coisas para ver. Pois a um bom par de anos o fogo nesta terra que na altura ainda era vila, se fazia de pompa e circunstância e beleza, pois embora de uma terra com pirotécnicos de fogos de artifício ainda vinham de Lanhelas e doutros lados, se fazia a cachoeira de fogo no Celebre Jardim do Calvário, jardim de rara beleza, com árvores de grande porte, e local aprazível. 
O Fogo era deitado dos quatro lados da cidade antes (VILA) e toda a cidade ficava iluminada de fogo, o centro era o de grande atracção, era na altura uma grande dor de cabeça para os Bombeiros locais, pois as casas tinham de ser bem vigiadas, não fosse as canas dos foguetes caírem, e lá era mais uma moradia com incêndio, hoje a Cidade cresceu e se tem espalhado mais as diversões, pois os mais novos não devem lembrar, até eu que vinha forasteira, ficava admirada de tanta beleza. Hoje muito se perdeu se calhar por termos outras valências e gostos! Mas fica na lembrança do bem receber a boa vitela assada e muito a recordar. Nos dias de ontem um espectáculo com Rita Guerra, estava muita gente, mas no sítio pouco se via, pois estava vedado junto à Câmara Local. Não sei se derivado ao Fogo que ia ser lançado de seguida.

Nossa senhora das Dores,transportada pelos Bombeiros locais.
O Grande cartaz é sem dúvida a procissão de Nossa Senhora de Antime, que junta milhares de devotos, tanto na vinda à cidade como na ida.
Estudiosos locais têm ligado a importante festa a um «culto solar ou ritual de fecundidade», ligado o primeiro ao paganismo ou ao próprio nome da Virgem e o segundo ao ritual de passagem da adolescência para a idade adulta
Da cidade sai o andor de nossa Senhora das Dores, feita a transportar pelos Bombeiros locais, se dirigem para a Ponte de S. José, onde se faz o encontro com a Senhora da Misericórdia de Antime, onde fazem uma vénia os dois andores, vindo de seguida para Fafe Igreja Nova onde fica até as 6 horas da tarde saindo de seguida rumo ao Lombo, onde existe um local, onde é feito uma palestra pelo pároco da freguesia de Fafe, rumando de seguida para a igreja de Antime, mais conhecida por santa Maria de Antime

Nossa Senhora de Antime