Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Janela do Sonho

23.02.09, maripossa

Abri as janelas que havia dentro de ti, e entrei abandonado nos teus braços generosos.

Senti dentro de mim o tempo a criar silêncio, para te beber altiva e plena.

Mil vezes repeti teu nome, mil vezes, de forma aveludada e era a chave que se expunha e fecundava dentro de mim.Já não se sonha, deixei de sonhar, o sonho é poeira dos tempos
é a voz da extensão é a voz da pureza que dardejava na nossa doçura.

Quando abri as tuas janelas e despi teus braços perdi a vaidade e a pressa, amei a partida
e em silêncio abri, (sem saber que abria) uma noite húmida em combustão secreta desmaiado no teu ombro de afrodite.

 

Carlos Melo Santos

 

Caçador de Borboletas

23.02.09, maripossa


Sorridente, ao nascer do dia,
ele sai de casa com a sua rede.
Vai caçar borboletas, mas fica preso
à frescura do rio que lhe mata a sede
ou ao encanto das flores do prado.
Vê tanta beleza à sua volta
que esquece a rede em qualquer lado
e antes de caçar já foi caçado.



À noite, regressa a casa cansado
e estranhamente feliz
porque a sua caixa está vazia,
mas diz sempre, suspirando:
Que grande caçada e que belo dia!
Antes de entrar, limpa as botas
num tapete de compridos pêlos
e sacode, distraído,
as muitas borboletas de mil cores
que lhe pousaram nos ombros, nos cabelos.

Álvaro Magalhães