Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

A paz que trago em meu peito

18.03.09, maripossa

A paz que trago hoje em meu peito é diferente da paz que eu sonhei um dia...Quando se é jovem ou imaturo, imagina-se que ter paz é poder fazer o que se quer, repousar, ficar em silêncio e jamais enfrentar uma contradição ou uma decepção.
Todavia, o tempo vai nos mostrando que a paz é resultado do entendimento de algumas lições importantes que a vida nos oferece. A paz está no dinamismo da vida, no trabalho, na esperança, na confiança, na fé... Ter paz é ter a consciência tranquila, é ter certeza de que se fez o melhor ou, pelo menos, tentou... ter paz é assumir responsabilidades e cumpri-las, é ter serenidade nos momentos mais difíceis da vida.
Ter paz é ter ouvidos que ouvem, olhos que vêem e boca que diz palavras que constroem.
Ter paz é ter um coração que ama...Ter paz é brincar com as crianças, voar com os passarinhos, ouvir o riacho que desliza sobre as pedras e embala os ramos verdes que em suas água se espreguiçam...
Ter paz é não querer que os outros se modifiquem para nos agradar, é respeitar as opiniões contrárias, é esquecer as ofensas. Ter paz é aprender com os próprios erros, é dizer não quando é não que se quer dizer...Ter paz é ter coragem de chorar ou de sorrir quando se tem vontade. É ter forças para voltar atrás, pedir perdão, refazer o caminho, agradecer.
Ter paz é admitir a própria imperfeição e reconhecer os medos, as fraquezas, as carências...
A paz que hoje trago em meu peito é a tranquilidade de aceitar os outros como são, e a disposição para mudar as próprias imperfeições. É a humildade para reconhecer que não sei tudo e aprender até com os insectos... É a vontade de dividir o pouco que tenho e não me aprisionar ao que não possuo. É melhorar o que está ao meu alcance, aceitar o que não pode ser mudado e ter lucidez para distinguir uma coisa da outra.
É admitir que nem sempre tenho razão e, mesmo que tenha, não brigar por ela. A paz que hoje trago em meu peito é a confiança naquele que criou e governa o mundo...
A certeza da vida futura e a convicção de que receberei, das leis soberanas da vida, o que a elas tiver oferecido

 

 

sabedoria dos mestres

 

Em jeito de conversa

18.03.09, maripossa
id="BLOGGER_PHOTO_ID_5314577214709808722" />

(Isto foi assim ontem,hoje vai pelo mesmo)

Os amigos deste blog provavelmente me tem visto pouco tempo por aqui ou se vim foi na corrida.Até sinto vergonha que basta vir um pouco de calor, e logo os montes e as serras ardem?Eu digo é uma vergonha que não se responsabilize as pessoas que praticam estes actos. Estes dias dias aqui tem sido uma constante,queimadas e depois o vento e começa a arder sem jeito e lá vai o pobre voluntário apagar o mal que os outros praticam,Por vezes me leva a pensar...o monte nem é meu,o porquê da canseira.Mas não é bem isto,é sim o mal que fazem a todos nós que pagamos impostos,e isto leva a dita GNR,que guarda o quê~e e como?Logo que o dia começa devem fazer patrulhamento e informar que os dias estão quentes e não devem fazer as ditas queimadas.è muito triste saber que ontem foi no Gerês hoje no Marão e se o (verão)continua vai ser a festa do costume,hoje aqui já foi dois de manhã e ainda a pouco se via um grande noutra zona.Por hoje cumpri a minha parte,daqui para diante vamos ver conforme o cansaço.
Lisa