Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

10
Fev08

Eu sou Assim... e Tu

maripossa

Desafio de uma querida amiga…que muito gosto, a Carminda http://forum-cidadania.blogspot.com/ e da Maria http://ocheirodailha.blogspot.com/


Será um pouco para falar de mim, pois como para falar de nós só os outros o poderão dizer, mas vou tentar descrever como é e sou.

1º Nasci na Maternidade de Júlio Dinis na cidade do Porto, onde cresci e morei na zona de Arca de Agua, adoro a minha cidade mas não moro lá pois casei e vim para Fafe terra minhota bonita e hospitaleira,gosto de vestir prática,jeanes de preferência e t-shirt

2º Sou amiga do meu amigo, não suportando traição de gente sem escrúpulos, gosto das pessoas transparentes e francas, simples e sinceras. Não gosto de pessoas pela frente umas, nas costas outras, como boa Sagitário que sou, signo fogo, quando me zango vai tudo a frente, para quando o fogo acalmar o coração, dá tudo partilha e ajuda

3º Sou a filha mais velha, de quatro irmãos onde sempre ajudei a minha mãe, que era muito doente, vi minha mãe sofrer numa altura, em que tinha sete anos e vi entrar pela porta dentro a PIDE) para levar preso o meu pai, jurei para mim mesmo, que jamais alguém deitaria o jugo em cima de mim, pois o País que eu idealizei para este povo! O meu, não seria este que nos destinaram, o pobre cada vez é mais pobre

4º Sou uma aficionada pela dança, pratico danças de salão social e não de competição, gosto de ler escrever as palavras, que muitas vezes ficam na garganta e pensamento, ver um bom filme que me toque o coração, gosto de pesca desportiva onde pratico junto com o marido sempre que dá, tudo que pescamos oferecemos a quem quer, e gosta

5º Sou bombeira voluntária há 25 anos, tendo boas e más recordações, de ver gente sofrida, com muita dor, destruição pelo fogo, onde as palavras ficam entaladas na garganta para fugir para um canto na altura e chorar muito, vi colegas a partir e lutar por uma boa causa, onde muitos tudo fazem para destruir aos poucos

6º A família é meu regresso sempre acolhedor, em todas as horas eles estão e tiveram comigo, onde me aninho em seu regaço, a minha grande paixão o marido e filhos. Nas lides de casa não gosto de limpar o pó, os vidros mas tenho de fazer, gosto de cozinhar e dizem os meus e amigos que gostam dos cozinhados

7º Ajudar sempre enquanto eu poder, pois sempre que a sirene toca seja a que horas for lá vai esta mulher a correr, pelas escadas abaixo e entra no quartel a cem a hora esta a minha vida, adoro ser bombeira por paixão e coração.
Assim sou eu, sempre a teimar e nunca desistir

Agora para estes amigos passo a palavra
Papoila
Salomé
Chicahilheu
Cindamoledo
simplesmentemanuela
Amigonas
Fernanda

9 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D