Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Noite de S. João

23.06.10, maripossa

Esta noite de S. João se apodera de mim a saudade e um aperto de coração.Lembro os amigos que partiram,os bailaricos e brincadeiras feitas sem maldade.Nesses momentos só era preciso música e se bailava em algum lugar.Quando era criança,a minha avó fazia uma linda cascata,para além de enfeitar um altar de santos de sua devoção que existia em casa,assim eram os tempos dos avós.Penso que hoje,se falar nisto aos netos das novas gerações dizem logo...isso não se usa,é piroso.Como se era feliz com tão pouco,hoje tendo tudo ao nosso alcance,tudo é banal e sem magia e encanto,dava mais luta tentar querer.Nos dias que correm,as crianças se habituaram a ter e muito,sem esforço sem meta de coisas alguma,logo de seguida perde todo o prazer.Era a noite especial,de fazer café na cafeteira para aguentar a noite toda.O S. João foi industrializado com martelos se começou a perder o habito da cidreira e do alho,embora em alguns lados ainda se faça isso,principalmente no Porto,para mim esta festa é realmente lá.

 

Lisa

 

 

9 comentários

Comentar post