Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

04
Jun07

Praça Tiananmem

maripossa

O Protesto na Praça Tiananmem em 1989 ou, mais famoso, Massacre da Praça da Paz Celestial ou Massacre de 4 de Junho foi um evento no qual vários estudantes em demonstração pró-democracia ocorrida na praça da Paz Celestial, em Pequim, capital da República Popular da China. Os protestos aconteceram entre 15 de Abril a 4 de Junho de 1989. Os protestos acabaram com violência quando o Exército Chinês usou de força atacando os estudantes para restaurar a ordem na capital Pequim.

 

Em 4 de Maio de 1989, aproximadamente cem mil estudantes, intelectuais e trabalhadores marcharam pacificamente nas ruas de Pequim exigindo reformas democráticas, adesão a princípios de liberdade e igualdade, e para protestar contra a corrupção de governo do país.

 

Em 20 de Maio o governo declarou Lei Marcial. No entanto, as demonstrações de protestos continuaram. Depois de deliberação entre líderes comunistas de partido, o governo mandou uma resolução militar enérgica. As tropas e tanques do Exército avançaram para a Praça Tiananmem. Em 3 e 4 de Junho, o Exército confrontou violentamente os manifestantes. A cena mais conhecida do evento ocorreu no dia 4, quando um misterioso estudante irrompeu na frente de diversos tanques à porta da Cidade Proibida, até ser puxado. Sua foto estampou manchetes mundo afora e ganhou o Prêmio Pulitzer em 1990. Até hoje não se sabe o nome do rapaz, apelidado "Homem-tanque" ou "Rebelde desconhecido", eleito pela Time como uma das pessoas mais influentes do século 20.

 

 

As estimativas de mortes de civil variam de quatrocentos a oitocentos (de acordo com o New York Times [1], mil (de acordo com a Agência de Segurança Americana), 2.600 (pela Cruz Vermelha chinesa) e os manifestantes dizem ser sete mil mortes. O número de feridos situa-se entre sete e dez mil. Seguindo os protestos e a violência, o governo aprisionou civis e os líderes do movimento, acesso limitado para a imprensa estrangeira e cobertura controlada da imprensa na China sobre os acontecimentos.

 

Fonte /wikipédia.

 

 

 

Para que nunca mais em Praça nenhuma se possam ouvir o ruído dos tanques de guerra,e sim ouvir os pássaros os sorrisos das crianças os jardins com flores,só assim poderemos ser livres com vontade própria e de nossos destinos,este post porque hoje é mais uma data para recordar,e não para comomorar.

maripossa

8 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D