Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

28
Fev07

Imigrante

maripossa

Montes e vales, se movem sem esperança, com solidão vergados pela velhice pisam os caminhos da calçada levemente, pois a idade é muita e não dá para andar depressa, seus olhares se perdem na distância em volta dos montes se espera?.Sempre a espera, pois por esses montes e vales muitos pés pisaram os mesmos mas eram jovens, para fugir á fome e guerra, e miséria para encontrar um mundo melhor!.

Mas os que ficam, suas terras estão mortas de dor sem ser trabalhadas, pois falta o braço forte aquele de outrora que alguns tinha e que outros se foram, o gado já é pouco, pois a força falta e ficam parados á porta outros, em roda do lume, sempre esperando, olhando a chama seus olhares se perdem pelo cansaço, como se a chama fossem lembranças, naquela que eram jovens em seus olhares estavam presentes, seus braços fortes que podiam amanhar a terra, cortar a lenha, levar o gado pelo monte..e agora suas pernas tremem os braços fracos os olhos já pouco enxergam e se passam meses, anos mas sempre um dia mesmo distante e depois de tanto esperar,chegará alguém os que partiram trarão crianças, para alegrar nem que seja por um mês, virão dar vida ao lugar que outrora partiram por entre montes e vales na esperança de uma vida melhor, aquela que não puderam ter na sua pátria.E seus velhos ficam a pensar como seria bom que todos ficassem mas terão de voltar a partir e ficarão novamente sós com a solidão?..Até chegar o dia do juízo final, depois só ficam as pedras da calçada contrafeita, as casas de pedra e colmo, mas que foram de alegria nos tempos passados, embora com pobreza mas seus filhos estavam lá....E hoje?  ....

 

 

 

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D