Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Mãe

04.05.08, maripossa

Mãe ! Onde estás, bem longe dos meus olhos, sabes eu te visitei hoje! mas o lugar não era lindo nem confortável , só tinha o vazio o frio a solidão, mas paz muita paz..mas a saudade se apoderou do coração porque será, por que fazes falta do espaço que ocupavas e hoje é vazio, mesmo no lugar da tua casa, fazes   falta ainda sinto o cheiro da  presença a tua Mãe.
Como é bom lembrar da tua preocupação, se eu sabia ler, se tinha febre, a tua alegria, o teu colo e regaço,pois sei que era um pouco o amparo de horas menos alegres em tua vida...mas eu estava ali, pela minha força e determinação, tentar resolver as coisas, pela forma de as enfrentar , ainda sinto a falta quando tu dizias que gostavas do que eu fazia a culinária, e de pequenas outras coisas, mas quando da tua janela ouvias ao longe um toque de alguma sirene ficavas com angústia e preocupação, quando te visitava, ainda ficou nos ouvidos! oh filha tem cuidado,fico aflita,quando vejo passar carros de Bombeiros,olha! no monte o lume é traiçoeiro, mas o anjo da guarda te vai ajudar sempre
Já passou algum tempo, mas quanto mais passa a saudade fica, amanhã é teu dia" ou será sempre esta coisa de datas, mas para a nossa Mãe ou  Pai e Filhos jamais terá alguma data, eles estão sempre no coração.

A nossa Mãe! Podes ser pobre, faminta desprotegia maltratada, Mãe Negra ou Branca, só acompanhada, mãe vigilante Mãe triste desamparada, mulher da noite! mas enfim e sempre serás uma doce e eterna Mãe, a minha a tua, a de todas nós que no fundo somos todas, filhas e Mães
Lisa

10 comentários

Comentar post