Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Parar e Pensar

04.07.08, maripossa

As vezes fico a pensar. Como se pode morrer um pouco, quem não ama, quem não lê, quem não é livre de voar, pois pode morrer aos poucos.
Sentado a espera do que vem, se transformar por hábitos e não sentir o prazer da descoberta, não arrisca em ser um pouco ousado da mesma! Das cores que descobre ,uma maneira de vestir, da cor do seu cabelo! Morre lentamente, quem nunca virou a vida não deu um murro na mesa, quem nunca teve um sonho e seguir atrás dele, passa os dias a se queixar de tudo e de todos.
Pois devemos ser capazes de seguir em frente, passar por cima das pedras e obstáculos, saltar barreiras da desordem e dos mal agradecidos, correr atrás das nossas ideias esperanças amores e algumas desilusões, pois tudo faz parte do nosso crescer.
Eu adoro os meus cabelos... Compridos e como gosto livres! Já muitas pessoas me disseram, que lindos fortes, mas como consegue tê-los assim? Aí respondo gosto! Pois como sou livre e senhora do meu nariz os tenho como gosto, se me apetece dar um beijo mais doce e terno na rua o dou, podem olhar o meu amor agradece e gosta.
Pois por tudo isto é uma questão de não morrer esperando! Mas sim fazer o que mais gostamos, sempre ir correndo ao encontro dos sonhos, eles são pedaços de nós, da esperança e de liberdade de crescer, por isso nada vale se queixar se chove se faz frio ou sol, o dia está aí para o viver da melhor maneira e enfrentar esta lentidão da espera. Como adoro receber e dar flores, e como tal... Como sou assim ficam uma flor,e um sorriso, para os amigos deste espaço,e sejam felizes a vossa maneira

 

Lisa
 

24 comentários

Comentar post

Pág. 1/2