Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Regresso

19.06.09, maripossa
Sem mais nem menos surgiu o passado, corpo intranquilo feito de sons semelhantes aos rostos que amei, universo donde me excluí, mar desprovido de cais na obliquidade dos contrastes. Esta noite voltei à minha infância: menina rosada de sonhos nos bolsos, bailarina de corda na caixinha de som. À infância regressa-se solitariamente, subindo um rio sem margens, até ao lugar em que a nascente se confunde com o tempo e o tempo se transforma em espanto. Procuro, teimosamente, o rasto da brisa (...)