Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Maripossa

Tudo que tem asas deve voar,por isso a borboleta selvagem o faz sem nunca olhar para onde.

Silêncios

01.12.09, maripossa
  No silêncio da noite dei comigo a falar só Tudo passa ao milímetro e segundo como A ponta de uma agulha quando perfura a pele O silencio continua e eu aqui a tentar escrever Será da chuva que abana a vidraça, algum sonho Perdido no tempo ou no minuto, mas sou eu aqui  A escrever este sentir, pensei em tudo que adormeceu Como o dia que em silencio e chuva, abanou o coração Eu ali esperando que algo aconteça e estou a lembrar E porque será que o faço, se nem sequer estou só!